Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6922

Título: Pólen 2n e mecanismos meióticos de formação em Solanum commersonii ssp
Título Alternativo: 2n Pollen and meiotic mechanisms of Formation in Solanum commersonii ssp
Autor(es): Tomé, Lívia Gracielle Oliveira
Alves, Alexandre Alonso
Salgado, Caio Césio
Davide, Lisete Chamma
Pinto, César Augusto Brasil Pereira
Assunto: Batata
Pólen não reduzido
Plantas - Melhoramento genético
Potato
Non-reduced pollen
Plant breeding
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Abr-2009
Referência: TOME, L. G. O. et al. Pólen 2n e mecanismos meióticos de formação em Solanum commersonii ssp. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 33, n. 2, p. 473-477, mar./abr. 2009.
Resumo: Solanum commersonii subsp. commersonii Dun. e Solanum commersonii subsp. malmeanum Bitt. (2n=2x=24 - 1EBN) não podem ser diretamente cruzadas com a batata cultivada de S. tuberosum subsp. tuberosum L. (2n=4x=48 -4 EBN) em razão da barreira da ploidia e do número de equilíbrio do endosperma (EBN). No entanto, a produção de pólen não reduzido por S. commersonii ssp. (2x=2n=24 - 1EBN), permite o cruzamento desta com dihaplóides de batata e com as espécies diplóides S. phureja Juz. & Bukasov. e S. chacoense Bitt., que possuem 2 EBN. Conduziu-se este trabalho, com o objetivo de determinar o mecanismo meiótico e a freqüência dos grãos de pólen não reduzidos em cinco clones de Solanum commersonii ssp. Foram avaliados três clones de S. commersonii subsp. commersonii (SCC) e dois de S. commersonii subsp. malmeanum (SCM). Nas avaliações, duzentos grãos de pólen viáveis foram corados (carmim acético 2%) e mensurados, sendo considerados não reduzidos aqueles com o diâmetro igual ou superior a 25 µm. O clone Solanum commersonii subsp. commersonii Dun. (SCC 100) produz 26.1% de polen não reduzido, por fusos fundidos e fusos paralelos, o qual pode ser utilizado em programas de melhoramento.
Abstract: Solanum commersonii subsp. commersonii Dun. and Solanum commersonii subsp. malmeanum Bitt. (2n=2x=24 -1EBN) cannot be directly crossed with the cultivated Solanum tuberosum subsp. Tuberosum L. (2n=4x=48 - 4EBN) species due to ploidy barriers and endosperm balance number (EBN). However, non-reduced pollen production by the wild species S. commersonii ssp. (2x=2n=24 -1EBN), allows the crossing of these species with dihaploids of potato and with the diploids species, S. phureja Juz. & Bukasov. and S. chacoense Bitt., all with 2EBN. The aim of this work was to determine the meiotic mechanism and frequency of non-reduced pollen production of five clones of S. commersonii ssp. Three different clones of S. commersonii subsp. commersonii Dun. (SCC) and two of S. commersonii subsp. malmeanum Bitt. (SCM) were evaluated. In the evaluation, two hundred viable pollen grains were stained (2% acetic carmin) and measured. The pollen grains measuring 25 µm in diameter or more were considered nonreduced. The clone Solanum commersonii subsp. commersonii Dun. (SCC 100) produces 26.1% of non-reduced pollen grains caused by parallel spindles and fusion spindles, which may be used in breeding program.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542009000200017
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback