Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/7002

Title: Determinação da razão isotópica δ13C em bebidas comerciais a base de laranja
Other Titles: Determination of isotope ratio (δ13C) in commercial orange beverages
???metadata.dc.creator???: Queiroz, Elvio Cardoso
Ducatti, Carlos
Venturini Filho, Waldemar Gastoni
Silva, Evandro Tadeu
Nojimoto, Toshio
Keywords: Suco
Néctar
Isótopos
Adulteração
Fraude
Juice
Nectar
Stable isotopes
Adulteration
Fraud
Publisher: Editora da Universidade Federal de Lavras
???metadata.dc.date???: 1-Aug-2009
Citation: QUEIROZ, E. C. et al. Determinação da razão isotópica δ13C em bebidas comerciais a base de laranja. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 33, n. 4, p. 1085-1094, jul./ago. 2009.
???metadata.dc.description.resumo???: Conduziu-se este trabalho, com o objetivo de quantificar a proporção de carbono de fonte C3 (suco de laranja) e carbono C4 (açúcar de cana) em bebidas comerciais à base de laranja. Foram analisadas isotopicamente 33 diferentes marcas comerciais de bebidas de laranja. A composição isotópica do carbono (δ13C) foi determinada por espectrometria de massa de razão isotópica (IRMS). As equações empregadas para quantificar a proporção da fonte C3 e C4 de carbono nas bebidas apresentam fatores de correções baseados na concentração de açúcares redutores totais em relação aos sólidos solúveis. Os sólidos insolúveis (polpa) foram usados como padrão isotópico interno do suco de laranja empregado na formulação da bebida comercial, o que permitiu a quantificação de fonte C3 nessas bebidas. As análises isotópicas das bebidas comerciais mostraram quatro adulterações, sendo uma amostra de suco de laranja integral, uma amostra de suco concentrado, duas amostras de suco adoçado de laranja. Para amostras com ausência de polpa na sua constituição, adotou-se como padrão de fonte C3 o valor isotópico de δ13C -26,19 , proveniente da compilação de um banco de dados de 31 amostras de sucos puros de laranja provenientes de 12 regiões produtoras do Estado de São Paulo. Nas bebidas denominadas repositores energéticos, bebida mista e "frutas cítricas", o valor isotópico de 13C foi similar ao açúcar de cana (δ13C -12,48 ), indicando pouco suco de fruta em sua formulação.
Abstract: This study aimed at quantifying the ratio of the carbon sources C3 (orange juice) and C4 (cane sugar) in orange-based commercial beverages. Orange beverages of 33 different trademarks were isotopically analyzed. Isotope ratio mass spectrometry (IRMS) was used to determine the carbon isotopic composition (δ13C). The equations used to quantify the source of carbon C3 and C4 presented correction factors based on the concentration of total reducing sugars in relation to soluble solids. The insoluble solids (pulp) were used as internal isotopic standard for the orange juice employed in commercial beverage. The isotope analysis of commercial beverages showed four adulterations: one sample of whole orange juice, one of concentrate juice, and two of sweetened orange juice. For samples with the absence of pulp, we adopted the isotopic value of δ13C -26.19‰ as standard C3 source, by compiling a database of 31 samples of pure orange juice from 12 producing regions of the state of São Paulo. In these beverages (energetic beverage, mixed beverage and "citric fruit"), the isotopic value of 13C was similar to sugar cane (δ13C -12.48‰) showing few fruit juice in its formulation.
Other Identifiers: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542009000400020
???metadata.dc.language???: pt
Appears in Collections:Ciência e Agrotecnologia

Files in This Item:

There are no files associated with this item.

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback