Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/7044

Título: Estrus behavior in Guzera (Bos taurus indicus) breed cows
Título Alternativo: Comportamento estral de vacas da raça Guzerá (Bos taurus indicus)
Autor(es): Alves, Nadja Gomes
Pires, Maria de Fátima Ávila
Silva Filho, José Monteiro da
Saturnino, Helton Mattana
Sá, Wanderlei Ferreira de
Torres, Ciro Alexandre Alves
Assunto: Estrus synchronization
Season of the year
Zebu
Sincronização de estros
Estação do ano
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Out-2009
Referência: ALVES, N. G.s et al. Estrus behavior in Guzera (Bos taurus indicus) breed cows. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 33, n. 5, p. 1424-1430, set./out. 2009.
Resumo: A manifestação do comportamento estral foi avaliada durante um estro induzido e o estro subseqüente, em 12 vacas da raça Guzerá, no inverno e no verão em dois anos consecutivos. A proporção de vacas que respondeu à sincronização de estros foi de 84,8%. Observou-se efeito de interação entre estação e ano sobre a duração do ciclo estral. O proestro foi maior no verão (57,69±4,72h) e no estro natural (74,23±4,41h), que no inverno (38,95±4,02h) e no estro induzido (22,40±4,36h). A duração do estro foi similar no inverno (11,48±0,70h) e no verão (13,40±0,82h), assim como entre as vacas com estro induzido (12,47±0,75h) e natural (12,41±0,76h). O número de montas recebidas durante o estro e o número de montas recebidas/hora em estro foram similares no inverno (29,17±2,86 e 2,59±0,22, respectivamente) e no verão (31,45±3,36 e 2,42±0,26, respectivamente), assim como entre o estro induzido (30,23±3,10 e 2,54±0,24, respectivamente) e o natural (30,40±3,14 e 2,47±0,24, respectivamente). A duração e a intensidade do estro não foram influenciadas pela sincronização ou pela estação do ano. O maior período de proestro no verão pode favorecer a identificação dos animais sexualmente ativos.
Abstract: The estrus behavior was evaluated during an induced and natural subsequent estrus in twelve Guzera breed cows, in the winter and summer seasons in two consecutive years. The proportion of cows that responded to estrus synchronization was 84.8%. The effect of the interaction season x year of experiment on estrous cycle length was observed. Pro-estrus was longer in the summer (57.69±4.72h) and in the natural estrus (74.23±4.41h) than in the winter (38.95±4.02h) and in the induced estrus (22.40±4.36h). Estrus length was similar in the winter (11.48±0.70h) and in the summer seasons (13.40±0.82h) as well as among cows with induced (12.47±0.75h) and natural estrus (12.41±0.76h). The number of mounts accepted during estrus and the number of mounts accepted/ hour in estrus were similar in winter (29.17±2.86 and 2.59±0.22, respectively) and summer (31.45±3.36 and 2.42±0.26, respectively) as well as between induced (30.23±3.10 and 2.54±0.24, respectively) and natural estrus (30.40±3.14 and 2.47±0.24, respectively). The length and intensity of estrus were not influenced by synchronization or season of the year. Longer period of pro-estrus in summer may favor the identification of sexually active animals in this season.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542009000500032
Idioma: en
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback