Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DZO - Departamento de Zootecnia >
DZO - Programa de Pós-graduação >
DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/708

Título: Farelo de girassol em dietas com diferentes teores de extrato etéreo para cordeiros em terminação
Autor(es): Castro, Thiago Rodrigues de
Orientador: Alves, Nadja Gomes
Coorientador(es): Pérez, Juan Ramón Olalquiaga
Garcia, Iraides Ferreira Furusho
Membro da banca: Silva, José Cleto da
Lima, Renato Ribeiro de
Área de concentração: Produção e Nutrição de Ruminantes
Assunto: Desempenho
Histologia ruminal
Nutrição de ruminante
Parâmetro sanguíneo
Protozoário ruminal
Blood parameter
Performance
Rumen histology
Ruminant nutrition
Rumen protozoa
Data de Defesa: 31-Out-2012
Data de publicação: 2013
Agência de Fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES
Referência: CASTRO, T. R. de. Farelo de girassol em dietas com diferentes teores de extrato etéreo para cordeiros em terminação. 2013. 103 p. Dissertação (Mestrado em Zootecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
Resumo: O experimento foi conduzido com o objetivo de avaliar o efeito da inclusão de farelo de girassol em dietas com diferentes teores de extrato etéreo para cordeiros sobre o consumo, desempenho, parâmetros sanguíneos e ruminais. Foram utilizados 20 cordeiros, blocados de acordo com o peso corporal inicial em cinco blocos de quatro animais cada. Dentro de cada bloco os cordeiros foram distribuídos aleatoriamente a uma de quatro dietas formuladas com diferentes inclusões de farelo e de óleo de girassol e com teores crescentes de EE: 2,04; 4,88; 8,13 e 11,24% de EE (%MS) na dieta. Foram utilizados 14 dias de adaptação às dietas. O consumo foi ajustado diariamente e amostras compostas dos ingredientes das dietas e das sobras foram feitas a cada 14 dias. Foram colhidas amostras de sangue no primeiro dia de adaptação e a cada 14 dias, até o abate. Os animais foram pesados semanalmente até atingirem 45kg de peso corporal, quando foram abatidos. Após o abate foram coletadas de cada animal uma amostra de tecidos ruminal e omasal para análise morfométrica e uma amostra do conteúdo ruminal para contagem de protozoários e mensuração do pH. O teor do EE nas dietas apresentou efeito linear decrescente sobre o consumo de MS, PB, CNF e o ganho de peso diário e efeito linear crescente sobre o consumo de EE, a conversão alimentar e o tempo de confinamento. Com exceção da dieta com 11,24% de EE, todas as demais proporcionaram ganho de peso diário maior que 200 g. O consumo e o ganho de peso refletiram em melhor conversão alimentar no tratamento controle. As concentrações séricas de glicose e de colesterol e a atividade sérica da aspartato aminotransferase não diferiram entre as dietas. A concentração sérica de ureia e a atividade sérica da alanina aminotransferase diferiram entre dietas e entre dias de coleta, sendo os maiores valores observados na dieta controle e na dieta com 8,13% EE, respectivamente. Cordeiros alimentados com a dieta contendo 11,24% EE apresentaram menor altura e área das papilas ruminais e maior pH ruminal em comparação aos que receberam a dieta controle. Verificou-se efeito das dietas sobre as populações de protozoários celulolíticos do gênero Polyplastron, Dasytricha, Entodinium e Isotricha, bem como sobre a densidade total de protozoários, os quais foram reduzidos no tratamento 11,24% EE. Pelos resultados obtidos conclui-se que as dietas formuladas com farelo e óleo de girassol com os teores de extrato etéreo utilizados podem comprometer o desempenho, a superfície absortiva do rúmen e a população de protozoários.
The experiment was conducted in order to evaluate the effect of sunflower meal inclusion on diets with different levels of ether extract for lambs on intake, performance, blood and ruminal parameters. Twenty lambs were blocked according to initial body weight into 5 groups of 4 animals. Inside each block, lambs were randomly distributed to one of four diets formulated with different inclusions of sunflower meal and sunflower oil and increasing levels of EE: 2.04; 4.88; 8.13 and 11.24% of EE (%DM) of the diets. The time for adaptation to the diet was of 14 days. The consumption was adjusted daily, and composite samples of both ingredients and orts were collected every 14 days. Blood samples were collected on the first day of adaptation and then every 14 days until the slaughter. The animals were weighed once a week, and when they were slaughtered had a body weight of 45kg. After the slaughter, samples of rumen and omasum tissues were collected from each animal for morfometric analysis and one sample of rumen liquid was also taken for pH measurement and count of protozoa. Levels of ether extract in the diets led to a decreasing linear effect on DM intake, CP, NFC and daily weight gain and linear increasing effect on EE intake, feed conversion and time of confinement. All diets resulted in daily body weight gain higher than 200g, with the exception of the diet with 11.24% of EE. The intake and weight gain resulted in a better feed conversion on the control diet. The serum glucose and cholesterol concentration and serum activity of aspartate aminotransferase were not different among diets. The serum urea concentration and serum activity of alanine aminotransferase differed among diets and day of collect, and highest values were observed on control diet and with 8.13% EE, respectively. Lambs fed with the diet with 11.24% EE, presented smaller heights and area of ruminal papillae; whereas, in contrast to those fed with the control diet, they displayed higher pH of the rumen. Protozoa population of genus Polyplastron Dasytricha, Entodinium, Isotricha and total density differed among diets and was less on the diet with 11.24% EE. In conclusion, sunflower meal and sunflower oil on diets with addition of EE to the levels adopted in this trial can hinder performance, rumen absorption surface and protozoa population.
Informações adicionais: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, área de concentração em Produção e Nutrição de Ruminantes, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/708
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Farelo de girassol em dietas com diferentes teores de extrato etéreo para cordeiros em terminação.pdf467,66 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback