Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/7097
Título: Diferenças na intensidade e na expansão da pústula da ferrugem do cafeeiro em dois acessos de Hemileia vastatrix
Título(s) alternativo(s): Differences in the intensity and pustule expansion of coffee rust for two Hemileia vastatrix accesses
Autor: Salustiano, Maria Eloisa
Pozza, Edson Ampélio
Ferraz Filho, Antonio Carlos
Palavras-chave: Variabilidade entre acessos
Coffea arabica
Fatores ambientais
Expansão da lesão
Variability between fungal lines
Environment factors
Lesion expansion
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Data: 1-Jan-2009
Referência: SALUSTIANO, M. E.; POZZA, E. A.; FERRAZ FILHO, A. C. Diferenças na intensidade e na expansão da pústula da ferrugem do cafeeiro em dois acessos de Hemileia vastatrix. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 33, p. 1837-1841, 2009. Número especial.
Resumo: Objetivou-se, neste trabalho, estudar, em ambiente controlado, as diferenças na intensidade de doenças e na expansão da pústula de dois acessos de Hemileia vastatrix, coletados em plantas da cultivar Catuai das cidades de Coromandel (COR2), no Alto Paranaíba e de Ijaci (IIJ1), no Sul de Minas Gerais. As plantas inoculadas foram submetidas a três temperaturas (15, 20 e 25ºC) e três períodos de molhamento foliar (24, 48 e 72 horas de molhamento foliar), em esquema fatorial com três repetições. Ambos os acessos apresentaram maior severidade da doença quando submetidos a 24 horas de molhamento foliar, após a inoculação. A maior freqüência de infecção do IIJ1 foi a 15ºC, no entanto, a temperatura não influenciou essa variável para COR2. Houve maior severidade da ferrugem em COR2 a 25ºC. A maior expansão da pústula, em folhas inoculadas com IIJ1, foi a 15ºC com 7,59cm², e a menor a 25 ºC, com 5,37cm², enquanto para COR2 houve aumento à medida que se elevou a temperatura de 15 para 25ºC, de 1,44 para 6,62 cm², respectivamente. Accessos provenientes de Ijaci e de Coromandel apresentaram diferenças na intensidade da ferrugem e na expansão das pústulas em ambiente controlado.
Abstract: The aim of this work was to study, under controlled environment, the differences in the disease intensity and pustule expansion of two Hemileia vastatrix accesses, sampled in cultivar Catuai coffee (Coffea arabica L.) plants from Coromandel (COR2) and Ijaci (IIJ1), towns located respectively in the West and South of Minas Gerais State. The inoculated plants were submitted to three temperatures (15, 20 and 25ºC) and three leaf wetness durations (24, 48 e and 72 hours) in a factorial scheme with three replicates. Both accesses presented a higher disease severity when submitted to 24h leaf wetness duration after inoculation. The higher infection frequency for IIJ1 was at 15ºC, while the temperature did not influence this variable for COR2. There was a higher severity for COR2 inoculated plants when incubated at 25ºC. The higher pustule expansion, for leaves inoculated with IIJ1 was at 15ºC with 7.59cm2 and a lower at 25ºC, with 5.37cm2, while for COR2 when temperature raised from 15 to 25ºC, there was an increase in the pustule expansion from 1.44 to 6.62 cm2, respectively. Fungal lines from Ijaci and from Coromandel presented differences in the intensity and pustule expansion of rust, under controlled environment.
Outras Identificações : http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542009000700023
Idioma: pt
Aparece nas coleções:Ciência e Agrotecnologia
DCF - Artigos publicados em periódicos
DFP - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons