Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/7101

Título: Effect of plant and fungous metabolites on Meloidogyne exigua
Título Alternativo: Efeito de metabólitos vegetais e fúngicos sobre Meloidogyne exigua
Autor(es): Amaral, Daniel Rufino
Oliveira, Denilson Ferreira
Campos, Vicente Paulo
Pantaleão, José Antônio
Carvalho, Douglas Antônio de
Nunes, Alexandro da Silva
Assunto: Fungi
Heteroderidae
Nematicide
Plant extract
Tylenchida
Fungos
Nematicida
Extrato vegetal
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Jan-2009
Referência: AMARAL, D. R. et al. Effect of plant and fungous metabolites on Meloidogyne exigua. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 33, p. 1861-1865, 2009. Edição especial.
Resumo: Os nematóides acarretam grandes perdas aos produtores brasileiros de café, sendo necessário o desenvolvimento de métodos eficientes para o seu controle. Em trabalho anterior, Allium cepa L., Cajanus cajan (L.) Mill., Crotalaria juncea L., Ficus elastica Roxb., Ruta graveolens L., Stylosanthes guianensis Aubl., Leucaena leucocephala (Lam.) Dewit., Brachiaria decumbens Stapf., Catharanthus roseus G. Don, Tagetes minuta L., Ricinus communis L. e Coffea arabica L. produziram substâncias ativas contra o nematóide Meloidogyne exigua Goeldi, que é amplamente disseminado pelos cafezais brasileiros. Dando continuidade a esse trabalho, extratos aquosos das plantas mencionadas, coletadas em época diferente daquela mencionada no trabalho anterior, bem como metabólitos na forma bruta de Fusarium moniliforme Shelden e Cylindrocarpon magnusianum (Sacc.) Woll., produzidos em meio de cultura líquido, foram submetidos a testes in vitro com juvenis do segundo estádio (J2) de M. exigua. Todas as plantas e fungos produziram substâncias ativas contra J2. Portanto, seus metabólitos foram aplicados em mudas de café de seis meses de idade, inoculadas com M. exigua. Após 90 dias em casa de vegetação, verificou-se que os materiais oriundos de A. cepa, L. leucocephala, R. graveolens e F. moniliforme inibiram a produção de ovos e de galhas por M. exigua, demonstrando potencial para o controle de tal parasita.
Abstract: As nematodes cause great damage to Brazilian coffee production, effective methods to control these parasites are necessary. In a previous work Allium cepa L., Cajanus cajan (L.) Mill., Crotalaria juncea L., Ficus elastica Roxb., Ruta graveolens L., Stylosanthes guianensis Aubl., Leucaena leucocephala (Lam.) Dewit., Brachiaria decumbens Stapf., Catharanthus roseus G. Don, Tagetes minuta L., Ricinus communis L. and Coffea arabica L. produced active substances against Meloidogyne exigua Goeldi, a nematode widely disseminated through Brazilian coffee fields. Thus, aqueous extracts of such plants, collected in a different season from that of the previous work, as well as crude metabolites produced in liquid medium by Fusarium moniliforme Shelden and Cylindrocarpon magnusianum (Sacc.) Woll., were submitted to in vitro assays with M. exigua second-stage juveniles (J2). All plants and fungi produced active substances against J2. Therefore, their metabolites were applied to six-month-old coffee plants inoculated with M. exigua. After 90 days in a greenhouse, those samples obtained from A. cepa, L. leucocephala, R. graveolens and F. moniliforme inhibited the production of galls and eggs by M. exigua, demonstrating potential to control such parasite.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542009000700027
Idioma: en
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback