Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/7185

Title: Reatividade de escórias silicatadas da indústria siderúrgica
???metadata.dc.creator???: Pereira, Hamilton Seron
Gama, Ailton Junio Manzi
Camargo, Mônica Sartori de
Korndorfer, Gaspar Henrique
Keywords: Escórias
Silício
Acidez
Calcário
Publisher: Editora da Universidade Federal de Lavras
???metadata.dc.date???: 1-Apr-2010
Citation: PEREIRA, H. S. et al. Reatividade de escórias silicatadas da indústria siderúrgica. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 34, n. 2, p. 382-390, mar. 2010.
???metadata.dc.description.resumo???: As escórias siderúrgicas são usadas na agricultura, mas são poucos os trabalhos sobre sua reatividade. Neste trabalho, objetivou-se avaliar escórias siderúrgicas em diferentes frações granulométricas quanto à correção do pH e liberação de Ca, Mg e Si para o solo. O delineamento foi inteiramente casualizado com 4 repetições em esquema fatorial com 6 fontes (escória de alto-forno 1, escória de fosfato, escória de alto-forno 2, escória de aciaria de forno AOD, escória de aço inox e escória de forno LD) e 5 distribuições granulométricas (2 - 1,41; 1,41 - 0,85; 0,85 - 0,50; 0,50 - 0,30 mm e < 0,30 mm) e dois tratamentos adicionais (testemunha e CaCO3). O CaCO3 foi usado como padrão para a determinação do índice de reatividade de cada escória. Foram aplicados 1500 mg kg-1 de equivalente CaCO3 e em todos os tratamentos e as doses de cada escória foram calculadas pelo seu PN-determinado. Houve aumento do pH com a redução do tamanho das partículas para todas as escórias. A escória de fosfato apresentou maior eficiência na liberação de Ca + Mg em relação ao carbonato quando o tamanho das partículas foi menor que 0,5 mm. Houve baixa eficiência na correção da acidez e liberação de Ca e Mg no solo nas.escórias de alto forno. Para maior liberação de silício, é necessário utilizar partículas de tamanho menor (<0,3 mm) para a escória de fosfato e de aço inox tamanhos intermediários (0,85 a 1,41), enquanto para a escória AOD e LD não há interferência da granulometria.
Other Identifiers: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542010000200016
???metadata.dc.language???: pt
Appears in Collections:Ciência e Agrotecnologia

Files in This Item:

There are no files associated with this item.

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback