Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/7244

Título: Crescimento inicial de mudas de pau ferro (Caesalpinia ferreaMart. ex Tul. var. leiostachya Benth.) sob diferentes regimes hídricos
Título Alternativo: Initial growth of wood iron (Caesalpinia ferrea Mart. ex. Tul var. leiostachya Benth) under different hydric regimes
Autor(es): Lenhard, Nádia Regina
Scalon, Silvana de Paula Quintão
Novelino, José Oscar
Assunto: Estresse
Produção de mudas
Espécies nativas
Stress
Production of seedlings
Native species
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Ago-2010
Referência: LENHARD, N. R.; SCALON, S. de P. Q.; NOVELINO, J. O. Crescimento inicial de mudas de pau ferro (Caesalpinia ferreaMart. ex Tul. var. leiostachya Benth.) sob diferentes regimes hídricos. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 34, n. 4, p. 870-877, jul./ago. 2010.
Resumo: Objetivou-se, com este estudo avaliar o crescimento inicial de mudas de pau-ferro (Caesalpinia ferrea Mart. ex. Tul. var. leiostachya Benth -Fabaceae-Caesalpinioideae) sob quatro regimes hídricos (alagamento, 70%, 40% e 12,5% de capacidade de campo). As mudas foram submetidas aos tratamentos aos 60 dias de idade. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com quatro repetições de oito mudas por tratamento. Após 7 dias de permanência sob tratamento, iniciaram-se as avaliações. O diâmetro (6,5 mm), teor relativo de água (52,45%), área foliar específica (174,58 g cm²), taxa de crescimento relativo (0,0160 g g-1), taxa assimilatória líquida (0,0004 g dm-2 dias-1) e peso específico de folha (0,0062 g cm²) não variaram estatisticamente entre os tratamentos. As mudas sob 70% CC apresentaram maior altura (84,6cm), tamanho da raiz (28,9 cm), massa seca da raiz (6,24 g), área foliar (376,0 cm²), massa seca da folha (1,98 g), massa seca da parte aérea (8,27 g) e teor de clorofila (31,67 ìg cm²). A razão de peso específico (0,2368 g g-1) e o teor de nitrogênio (0,37 g kg-1) foram maiores sob 12,5% CC. A razão de área foliar (35,09 g g-1) foi menor sob 12,5% CC. Dessa forma, a melhor condição para a produção das mudas é em 70% da capacidade de campo.
Abstract: The objective of this study was to evaluate the initial growth of Caesapinia ferrea Mart ex. Tul var. leiostachva Benth (Fabaceae-Caesalpinioideae) under four hidric regimes (overflow, 70, 40 and 12.5% of field capacity). The seedlings were submitted to the treatments after 60 days of age. The experimental delineation was completely randomized with four repetitions of eight seedlings for treatment. After 7 days of permanence under treatment, the evaluations had been initiated. The diameter (6,5 mm), relative water content (52.45%), specific foliar area (174.58 g cm2), rate of relative growth (0.0160 g g-1), liquid assimilated rate (0.0004 g dm-2 days-1) and specific weight of leaf (0.0062 g cm2) did not vary statistically between the treatments. The seeds under 70% CC had presented greater height (84.6 cm), size of the root (28.9 cm), dry mass of the root (6.24 g), foliar area (376.0 cm2), dry mass of the leaf (1.98 g), dry mass of the aerial part (8.27 g) and content chlorofile (31.67 ìg cm2).The ratio of specific weight (0.2368 g g-1) and the nitrogen content (0.37 g kg-1) was higher under 12.5% CC. The ratio of foliar area (35.09 g g-1) was lower under 12.5% CC. Therefore, the best condition for the production of the seedlings is at 70% of the field capacity.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542010000400011
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback