Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/7258

Título: Seleção de linhagens de feijoeiro com tipo de grão carioca e com os alelos co-4 e co-5 de resistência à antracnose
Autor(es): Marcondes, Eduardo Henrique Keller
Santos, João Bosco dos
Pereira, Helton Santos
Assunto: Phaseolus vulgaris
Resistência
Seleção
Colletotrichum lindemuthianum
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Ago-2010
Referência: MARCONDES, E. H. K.; SANTOS, J. B. dos; PEREIRA, H. S. Seleção de linhagens de feijoeiro com tipo de grão carioca e com os alelos co-4 e co-5 de resistência à antracnose. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 34, n. 4, p. 975-982, jul. 2010.
Resumo: Objetivou-se, neste trabalho, identificar linhagens de feijão que reúnam, além da resistência à antracnose, alta produtividade de grãos do tipo carioca e resistência à mancha angular. Foram utilizadas 194 linhagens F5:6 extraídas de sete famílias segregantes, selecionadas do cruzamento entre os genitores H147 e B1. A linhagem H147 possui grãos tipo carioca, portadora do alelo Co-5, que confere resistência a várias raças de Colletotrichum lindemuthianum. A linhagem B1 também possui grãos tipo carioca e é portadora do alelo Co-4, que confere resistência a outro grupo de raças do mesmo patógeno. As linhagens foram avaliadas na safra das águas 2005/2006, em Lavras, com a cultivar Talismã e H147 como testemunhas, com base na produtividade e tipo de grãos. Foram selecionadas 99 linhagens, as quais foram avaliadas na safra da seca/2006, juntamente com a testemunha Talismã, com base na produtividade, tipo de grão e resistência à mancha angular. Dessas 99 linhagens, foram selecionadas 24, as quais foram avaliadas na safra de inverno/2006 em Lavras e Lambari, com base no tipo de grão e produtividade. Essas 24 linhagens foram inoculadas com a raça 321 de C. lindemuthianum, que quebra a resistência conferida pelo alelo Co-4, mas não o Co-5. Para verificar a presença do alelo Co4 foi utilizado um marcador SCAR que amplifica um fragmento de 950 pb por meio do primer SAS 13. Foi possível identificar 14 linhagens que possuem a pirâmide de alelos Co-4/Co-5 e entre elas, quatro destacaram-se em todos os caracteres avaliados.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542010000400025
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback