Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/7262

Título: Controle pós-colheita da antracnose da banana-prata anã tratada com fungicidas e mantida sob refrigeração
Título Alternativo: Dwarf silver banana post-harvest anthracnose control with fungicides and under refrigeration
Autor(es): Coelho, Ana Flávia Santos
Dias, Mário Sérgio de Carvalho
Rodrigues, Maria Luisa Mendes
Leal, Paulo Ademar Martins
Assunto: Musa sp
Doenças pós-colheita
Antracnose
Controle químico
Post-harvest disease
Anthracnose
Chemical control
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Ago-2010
Referência: COELHO, A. F. S. et al. Controle pós-colheita da antracnose da banana-prata anã tratada com fungicidas e mantida sob refrigeração. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 34, n. 4, p. 1004-1008, jul./ago. 2010.
Resumo: A antracnose é uma das principais doenças após a colheita da banana, causada pelas diferentes raças fisiológicas do fungo Colletotrichum musae, e que se manifesta na maioria das vezes na fruta madura, comprometendo a sua qualidade. Seu aparecimento está relacionado ao manuseio inadequado, ausência de controle químico em campo e de refrigeração. A aplicação de produtos químicos é efetuada durante o beneficiamento, sendo importante salientar que pode iniciar com a fruta ainda no campo. Objetivou-se, neste trabalho, verificar o efeito de fungicidas utilizados após a colheita, visando o controle da antracnose em bananas, cultivar Prata Anã, armazenadas a 20ºC e 12ºC. Para isso, foi testada a ação dos fungicidas tiabendazol e imazalil no controle de Colletotrichum musae. No teste, foram empregados isolados das cultivares Prata Anã, FHIA 02 e ST 4208, inoculados em bananas-prata anã. As avaliações foram efetuadas a cada 3 dias, por meio de medições do tamanho das lesões (mm²), sendo as frutas inoculadas descartadas no estádio de maturação 7 (amarelo com pontas marrom). Os tratamentos mais eficientes no controle da doença foram aqueles em que as bananas foram tratadas com o fungicida tiabendazol. No estudo, também foi verificada diferença em relação à patogenicidade dos isolados utilizados, que demonstraram especificidade quanto a cultivar.
Abstract: Anthracnose is one of the main post-harvest disease of the banana, caused by different physiological races of Colletotrichum musae. It manifests itself mostly in ripe fruits, threatening its quality. Its appearance is related to the inadequate handling, absence of chemical control in field, and cooling. Application of chemical products is usually done during the processing, but it is important to point out that it can be done while the fruit is still in the field. This work had as an objective to verify the effect post-harvest application of fungicides to control anthracnose in Dwarf Silver bananas, stored at 20ºC and 12ºC. To that end, the influence of the thiabendazole and imazalil fungicides was tested on Colletotrichum musae. In the tests we employed Dwarfed Silver isolates of cultivars FHIA 02 and ST 4208 inoculated in Dwarfed Silver bananas. The evaluations were done every 3 days, by measuring the size of injuries (mm2). The inoculated fruits were discarded in the stage 7 of maturation (yellow with brown tips). The most efficient treatments in disease control were those in which the bananas were treated with the thiabendazole fungicide. The difference in relation to the pathogenicity of the isolates used, demonstrated the specificity of the cultivar.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542010000400029
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback