Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/7357

Título: Micropropagação de Dioscorea multiflora Grised
Título Alternativo: Micropropagation of Dioscorea multiflora Grised
Autor(es): Souza, Ana Valéria de
Bertoni, Bianca Waléria
França, Suzelei de Castro
Pereira, Ana Maria Soares
Assunto: Diosgenina
Cultivo in vitro
Aclimatação
Diosgenin
In vitro cultivation
Acclimatization
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Fev-2011
Referência: SOUZA, A. V. de et al. Micropropagação de Dioscorea multiflora Grised. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 35, n. 1, p. 92-98, jan./fev. 2011.
Resumo: Dioscorea multiflora uma planta nativa do Sul do Brasil produz a diosgenina como metabólito secundário majoritário, uma substância potencialmente usada pela indústria farmacêutica para a produção de cortisona e substâncias com ação contraceptiva. Objetivou-se, neste trabalho otimizar o protocolo de micropropagação de D. multiflora, visando a produção de mudas em escala comercial. Segmentos nodais subcultivados em meio MS sólido foram transferidos para multiplicação em meio MS suplementado com BAP (0,01; 0,1; 0,5; 1,0 e 3,0 mg L-1)e meio MS suplementado com 0,1 mg L-1 ou 0,5 mg L-1 de BAP acrescido de diferentes concentrações de sacarose (2, 4, 6, 8 e 10%). Para o enraizamento, as brotações foram cultivadas em meio MS suplementado com AIB (0,1; 0,5; 1,0 e 3,0 mg L-1) e meio MS suplementado com ANA (0,1; 0,5; 1,0 e 3,0 mg L-1). Os experimentos in vitro foram instalados em delineamento experimental inteiramente casualizado e cada tratamento constituiu-se de 3 repetições e 10 cubetas/parcela. Plântulas com e sem raízes foram aclimatizadas em casa de vegetação. Melhores resultados de multiplicação e enraizamento foram obtidos em meio MS + 0,1 mg L-1 de BAP (80%) e em meio MS + 1,0 mg L-1 de AIB (42,6%), respectivamente. Não houve diferença quanto à porcentagem de sobrevivência das plântulas in vitro e ex vitro durante a aclimatização (75%). O protocolo de micropropagação para D. Multiflora é efetivo e pode ser usado para a produção em escala comercial.
Abstract: Dioscorea multiflora is a plant native to southern Brazil that produces diosgenin as a major secondary metabolite, a substance which is used by the pharmaceutical industry for the production of cortisone and substances with contraceptive action. The objective of this work was to optimize the micropropagation protocol of D. multiflora, for the production of seedlings on a commercial scale. Nodal segments subcultured in solid MS medium were transferred for multiplication to MS medium supplemented with BAP (0.01, 0.1, 0.5, 1.0 and 3.0 mg L-1) and MS medium supplemented with 0.1 mg L-1 or 0.5 mg L-1 BAP plus different concentrations of sucrose (2, 4, 6, 8 and 10%). For rooting, the shoots were cultured on MS medium supplemented with IBA (0.1, 0.5, 1.0 and 3.0 mg L-1) and MS medium supplemented with NAA (0.1, 0.5, 1.0 and 3.0 mg L-1). A completely randomized design was used with treatment consisting of 3 replicates with 10 buckets per plot. Seedlings with and without roots were acclimatized in a greenhouse. The best results of multiplication and rooting were obtained in MS medium + 0.1 mg L-1 BAP (80%) and in MS medium + 1.0 mg L-1 IBA (42.6%), respectively. There was no difference in the survival percentage of seedlings in vitro and during ex vitro acclimatization (75%). The micropropagation protocol for production of D. multiflora is effective and can be used for commercial production.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542011000100011
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback