Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/7365

Título: Taxa de multiplicação e efeito residual de diferentes fontes de citocinina no cultivo in vitro de Hancornia speciosa Gomes
Título Alternativo: Proliferation rate and residual effect of different sources of cytokinin on in vitro culture of Hancornia speciosa Gomes
Autor(es): Soares, Fernanda Pereira
Paiva, Renato
Alvarenga, Amauri Alves de
Nery, Fernanda Carlota
Vargas, Daiane Peixoto
Silva, Douglas Ramos Guelfi
Assunto: Mangabeira – Sementes
Micropropagação de plantas
Sementes recalcitrantes
Citocininas
Mangabeira - Seeds
Plant micropropagation
Recalcitrant seeds
Cytokinins
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Fev-2011
Referência: SOARES, F. P. et al. Taxa de multiplicação e efeito residual de diferentes fontes de citocinina no cultivo in vitro de Hancornia speciosa Gomes. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 35, n. 1, p. 152-157, jan./fev. 2011.
Resumo: A mangabeira destaca-se por possuir um grande potencial como planta frutífera. Suas sementes apresentam recalcitrância, dificultando sua propagação, o que torna evidente a necessidade da obtenção de mudas por via assexuada. Neste contexto, a cultura de tecidos apresenta-se como uma alternativa a ser utilizada. Entre os fatores que afetam a morfogênese in vitro, as citocininas merecem destaque, pois influenciam na diferenciação de gemas e no crescimento das brotações. Assim sendo, avaliou-se, neste trabalho, a influência de três diferentes fontes de citocinina (6-benzilaminopurina BAP, cinetina CIN e thidiazuron TDZ) na indução de brotações in vitro de mangabeira, bem como o efeito residual dessa classe de reguladores no enraizamento e na multiplicação em subcultivos sucessivos. Os resultados mostraram que, entre as citocininas testadas, a 6-benzilaminopurina foi a que induziu maior número de brotações (1,98), gemas (19,22) e folhas (18,86) por explante, tendo promovido a formação de brotos de maior comprimento (4,55 cm). As brotações oriundas de meio WPM basal apresentaram maior facilidade de enraizamento. A 6-benzilaminopurina foi responsável pela maior taxa de multiplicação (9,61) de brotações de mangabeira. Os subcultivos sucessivos diminuíram a capacidade de multiplicação de explantes caulinares da espécie.
Abstract: The mangabeira stands out for having a strong potential for fruit production. Its seeds present recalcitrance, making its propagation difficult, which makes much clear the need to obtain seedlings through asexual methods. In this context, the tissue culture presents as an alternative to be used. Among the factors that affect in vitro morphogenesis, the cytokinins should be highlighted as it influences the differentiation of buds and shoot growth. In this context the influence of three different sources of cytokinins (6-benzylaminopurine BAP, kinetin CIN and thidiazuron TDZ) was evaluated on the induction of in vitro mangabeira shoots, as well as the residual effect of this type of regulator on rooting and multiplication in successive subcultures. The results showed that among the tested cytokinins, the 6-benzylaminopurine was the one that induced a higher number of shoots (1.98), buds (19.22) and leaves (18.86) per explant, promoting the formation of shoots with higher length (4.55 cm). The shoots from basal WPM medium rooted easier. The 6-benzylaminopurine was responsible for the highest rate of multiplication (9.61) of mangabeira shoots. Sucessive subcultures decreased the capacity of shoot multiplication.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542011000100019
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback