Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/7383

Título: Produção de clamidósporos de Pochonia chlamydosporia em diferentes substratos
Autor(es): Dallemole-Giaretta, Rosangela
Freitas, Leandro Grassi de
Caixeta, Larissa de Brito
Xavier, Déborah Magalhães
Ferraz, Silamar
Fabry, Cléia de Fátima Silva
Assunto: Controle biológico
Fungo nematófago
Produção massal
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Abr-2011
Referência: DALLEMOLE-GIARETTA, R. et al. Produção de clamidósporos de Pochonia chlamydosporia em diferentes substratos. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 35, n. 2, p. 314-321, mar. 2011.
Resumo: Clamidósporos são estruturas de sobrevivência do fungo nematófago Pochonia chlamydosporia. Objetivou-se, com este trabalho, avaliar diferentes substratos, teores de água e formas de inóculo para a produção in vitro de clamidósporos de P. chlamydosporia. Inicialmente, testaram-se os substratos grãos de milho triturado, grãos de arroz e casca de café e os tipos de inóculo meio líquido concentrado ou diluído (1:40) e discos de cultura, colonizados por P. chlamydosporia. Posteriormente, testou-se o substrato grãos de milho triturado suplementado ou não com caldo de batata com os inóculos do fungo nas formas de discos de micélio ou suspensão aquosa. As maiores produções de clamidósporos g-1 de substrato foram obtidas nos substratos grãos de milho triturado e casca de café, e as melhores formas de inóculo foram meio líquido diluído (1:40) e discos de micélio. A suplementação do substrato grãos de milho triturado com caldo de batata não aumentou a produção de clamidósporos do fungo e a melhor forma de inóculo do fungo foi a de discos de micélio. Além disso, testaram-se os substratos canjica, grãos de arroz, casca de café e fibra de coco, umedecidos com diferentes quantidades de água; o substrato casca de café umedecido por diferentes períodos; a casca de café enriquecida ou não com sacarose e farinha de arroz e o substrato grãos de arroz esterilizado no forno micro-ondas com diferentes quantidades de água. Apenas o substrato grãos de arroz, em todas as quantidades de água testadas, apresentou maior produção de clamidósporos. Não houve diferença na produção de clamidósporos no substrato casca de café umedecido por diferentes períodos e apenas quando a casca de café foi enriquecida com farinha de arroz, apresentou maior média de clamidósporos g-1 de substrato. Todos os tratamentos apresentaram grande produção de clamidósporos g-1 quando o substrato utilizado foi o de grãos de arroz tratados no forno de micro-ondas. O melhor meio de cultivo de P. chlamydosporia para a produção de clamidósporos foi o substrato contendo grãos de arroz.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542011000200012
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback