Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DEG - Departamento de Engenharia >
DEG - Programa de Pós-graduação >
DEG - Engenharia Agrícola - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/742

Título: Resposta fitotécnica e econômica da mamoneira à irrigação em cultivo de safrinha
Autor(es): Rios, Gervásio Fernando Alves
Orientador: Carvalho, Luiz Gonsaga de
Membro da banca: Ferreira, Daniel Furtado
Costa, Édio Luiz da
Castro Neto, Pedro
Reis, Ricardo Pereira
Área de concentração: Engenharia de Água e Solo
Assunto: Ricinus communis L.
Irrigação localizada
Evapotranspiração
Estádios fenológicos
Índice de área foliar
Estudo econômico
Mamona - Grãos chochos
Irrigation
Evapotranspiration
Phenological stages
Leaf area index
Economic survey
Data de Defesa: 1-Nov-2012
Data de publicação: 2013
Agência de Fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq
Referência: RIOS, G. F. A. Resposta fitotécnica e econômica da mamoneira à irrigação em cultivo de safrinha. 2012. 199 p. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
Resumo: This study was conducted with the castor bean, IAC 2028, drip irrigated from March to October/2011, under the climatic conditions of Lavras-MG aiming to estimate: a) stadiums and phases phenological and parameters of irrigation b) leaf area index, LAI, by different methods, c) effect of the factors water (A) and periods without irrigation (E) on vegetative growth, yield and yield components and d) technical and economic efficiency, and profitability of cultivation of various levels of these factors. Experiment conducted in randomized block in the design factorial 5x5+1 from the factors A and E with rainfed crop A0E0 (control) and three replications, with A0, A1, A2, A3, A4 and A5 to 0%, 40%, 70 %, 100%, 130% and 160% of the water depth replacement of reference required to raise the soil moisture to field capacity and; E0, E1, E2, E3, E4 and E5 the suspensions of irrigation in stadiums corresponding respectively; were 78 plots, each with 16 plants spaced 0.75 x 1.2 m between rows and 4 central plants useful, plus 39 reference parcels A3E5 used for destructive sampling the plant, periodically evaluated, days after seeding (DAS ), to measurement the variables the plant; LAI was measured and estimated with use of digital images for 5 non-destructive sampling methodologies. It is concluded that: a) the characterization of stadiums was adequate to phenological stages I, II, III and IV cycle OF 220 DAS; A4 corresponded to the fraction of soil water depletion (f = 0.43) to the tension of 14 kPa and A4E4 stood out with total productivity higher (PT) and evapotranspiration capacity (ETc); The ETc maximum (3.4 mm d-1) and crop coefficient (Kc = 0.87) were obtained in stadium E3 to A3E5; b) the IAF obtained by the 5 methods were coherent phases I, II, III and IV and proved to be simple to estimate this index; c) A and E affect, independently, the vegetative part and of crop production, except plant height; the maximum LAI (2) obtained with A4 in the stadium E3 and the maximum from coverage of the soil has reached 85%; the relative productivities from total (PT) primary, secondary and tertiary were maintained in proportions of 37, 54 and 9%, and the average maximum PT (3,882 kg ha-1) was obtained with 460 mm water depht resulting from A4E4; the total percentage the voids grain obtained in dryland was twice that obtained in the irrigated crops and; d) the maximum economic efficiency not differentiated itself of efficiency technique maximum that, the likeness of A4E4, was obtained with water depht optimal of 470 mm and suspension E4, the highest total production of 3,582 kg ha-1 at cost of R$2,011.06/ha and benefit/cost relation of 2.01.
Este trabalho foi realizado com a mamoneira, IAC 2028 , irrigada por gotejamento, de março a outubro/2011, sob as condições climatológicas de Lavras, MG, objetivando-se estimar: a) estádios, fases fenológicas e parâmetros de irrigação; b) índice de área foliar, IAF, por diferentes métodos; c) efeito dos fatores água (A) e épocas de suspensão da irrigação (E) sobre o desenvolvimento vegetativo, componentes de produção e produtividades e d) eficiência técnica e econômica, e a rentabilidade de cultivo dos vários níveis desses fatores. O experimento foi conduzido em delineamento por blocos casualizados e esquema fatorial 5x5+1 dos fatores A e E com cultivo de sequeiro A0E0 (testemunha) e três repetições, sendo A0, A1, A2, A3, A4 e A5 a 0%, 40%, 70%, 100%, 130% e 160% da lâmina de água de reposição de referência necessária para elevar a umidade do solo à capacidade de campo e E0, E1, E2, E3, E4 e E5 as suspensões da irrigação nos estádios correspondentes, respectivamente. Foram 78 parcelas, cada uma de 16 plantas espaçadas de 0,75 x 1,2 m entre fileiras e 4 plantas úteis centrais, mais 39 parcelas de referência A3E5 utilizadas para amostragem destrutiva de planta, avaliadas periodicamente, dias após a semeadura (DAS), para mensuração de variáveis das plantas. IAF foi medido e estimado, com o uso de imagens digitais, por meio de 5 metodologias de amostragem não destrutiva. Concluiu-se que: a) a caracterização dos estádios foi adequada às fases fenológicas I, II, III e IV do ciclo de 220 DAS; A4 correspondeu à fração de esgotamento de água no solo (f = 0,43) à tensão de 14 kPa e A4E4 destacou-se com maior produtividade total (PT) e capacidade evapotranspirométrica (ETc); máximos ETc (3,4 mmd-1) e coeficiente da cultura (Kc = 0,87) foram obtidos no estádio E3 para A3E5; b) os IAF obtidos pelos cinco métodos foram coerentes com as fases I, II, III e IV e mostraram-se simples à estimativa desse índice; c) A e E afetaram de forma independente a parte vegetativa e de produção da cultura, exceto altura de planta; o máximo IAF (2) obtido com A4 no estádio E3 e a máxima cobertura do solo atingiu de 85%. As produtividades primária, secundária e terciária em relação à total (PT) se mantiveram nas proporções de 37%, 54% e 9%, e a máxima PT média (3.882 kg ha-1) foi obtida com lâmina de 460 mm, resultante de A4E4. A porcentagem total de grãos chochos no sequeiro foi o dobro do obtido nos cultivos irrigados e d) a máxima eficiência econômica não se distinguiu da máxima eficiência técnica que, à semelhança de A4E4, foi obtida com lâmina de ótima de 470 mm e suspensão E4, a maior produção total de 3.582 kg ha-1 ao custo de R$2.011,06/ha e relação benefício/custo de 2,01.
Informações adicionais: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola, área de concentração em Engenharia de Água e Solo, para a obtenção do título de Doutor .
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/742
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DEG - Engenharia Agrícola - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Resposta fitotécnica e econômica da mamoneira à irrigação em cultivo de safrinha.pdf3,88 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback