Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
CERNE >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/7492

Título: Equações volumétricas para o cerrado sensu stricto, em Minas Gerais
Título Alternativo: Volume equations for the savannah (cerrado), in Minas Gerais state
Autor(es): Rufini, Ana Luiza
Scolforo, José Roberto Soares
Oliveira, Antônio Donizette de
Mello, José Márcio de
Assunto: Volumetria
Similaridade de modelos
Porcentagem de casca
Volumetry
Models similarity
Bark percentage
Publicador: UFLA - Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Mar-2010
Referência: RUFINI, A. L. et al. Equações volumétricas para o cerrado sensu stricto, em Minas Gerais. Cerne, Lavras, v. 16, n. 1, p. 1-11, 2010.
Abstract: In this work, the physiognomy Savannah (Cerrado), present in three regions of the São Francisco River Basin, in Minas Gerais State, was studied with the following objectives: to adjust and to select equations to estimate total volume and stem volume; to test the similarity among volumetric models; to show the behavior of the volume in the stem and branches of the tree, and to evaluate the bark percentage in each diametric class. For this, the rigorous scaling using the method of Huber was accomplished, in which the data base was composed by 497 trees, distributed in six diameter classes, inside the three study areas. The bark thickness at the heights of 0%, 25%, 50%, 75% and 100% of the commercial height was measured. The accuracy of the models was evaluated by the determination coefficient, standard error of estimate and graphic analysis of the residuals. To test model identity, the method used was the one developed by Graybill (1976). The models selected for all the tested variables were the ones of Schumacher and Hall and of Spurr, transformed in logarithm. According to the identity test of models, for all the tested variables, similarity exists among the areas 2 and 3. Regarding to the behavior of volume, it was observed that the smallest diametric classes possess larger stem volume than the branches and that there is also a tendency of decreasing the bark percentage with the increase of the diametric class for the three studied areas.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-77602010000100001
Informações adicionais: Neste trabalho, a fisionomia Cerrado Sensu Stricto presente em três regiões da bacia do rio São Francisco, no estado de Minas Gerais, foi estudada com os seguintes objetivos: ajustar e selecionar equações para estimar o volume total e o volume de fuste; testar a similaridade entre modelos volumétricos; mostrar o comportamento do volume do fuste e galhos da árvore e avaliar a porcentagem de casca por classe diamétrica. Para isso, realizou-se a cubagem rigorosa pelo método de Huber, onde a base de dados foi composta de 497 árvores, distribuídas em seis classes de diâmetro, dentro das regiões de estudo. Mensurou-se a espessura de casca nas alturas de 0%, 25%, 50%, 75% e 100% da altura comercial. A acurácia dos modelos foi avaliada pelo coeficiente de determinação, erro padrão residual e análise gráfica dos resíduos. Para testar a identidade de modelos, utilizou-se o método desenvolvido por Graybill (1976). Os modelos selecionados para todas as variáveis testadas foram os de Schumacher e Hall e de Spurr logaritmizados. De acordo com o teste de identidade de modelos, para todas as variáveis analisadas, existe similaridade entre as regiões 2 e 3. Em relação ao comportamento do volume, observou-se que as menores classes diamétricas possuem maior volume de fuste do que de galhos e também que existe tendência de decréscimo da porcentagem de casca com o aumento da classe diamétrica, para as três regiões estudadas.
Idioma: pt
Aparece nas coleções: CERNE
LEMAF - Artigos publicados em periódicos

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback