Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
CERNE >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/7706

Title: Economic feasibility and rotation age for stands of candeia (Eremanthus erythropappus)
Other Titles: Viabilidade econômica e rotação florestal de plantios de candeia (Eremanthus erythropappus)
???metadata.dc.creator???: Silva, Carolina Souza Jarochinski e
Oliveira, Antônio Donizette de
Rezende, José Luiz Pereira de
Mello, José Márcio de
Scolforo, José Roberto Soares
Keywords: Economic analysis
economic rotation
spacing
sensitivity analysis
Análise econômica
Rotação econômica
Espaçamento
Análise de sensibilidade
Publisher: UFLA - Universidade Federal de Lavras
???metadata.dc.date???: 1-Dec-2012
Citation: SILVA, C. S. J. e et al. Economic feasibility and rotation age for stands of candeia (Eremanthus erythropappus). Cerne, Lavras, v. 18, n. 4, p. 695-706, 2012.
???metadata.dc.description.resumo???: O plantio da candeia é umafonte alternativa de matéria-prima para suprir a demanda por óleos essencial e moirão de cerca no mercado. Para a obtenção de um plantio bem sucedido é necessário um planejamento criterioso, visando a otimizar as atividades e viabilizar economicamente o projeto. Objetivou-se, com este estudo, analisar a viabilidade econômica e determinar a rotação econômica de plantios de candeia (Eremanthus erythropappus) em diversos espaçamentos e analisar a sensibilidade dos indicadores econômicos do plantio de candeia e da rotação econômica à variações em variáveis relacionadas ao fluxo de caixa. Para as análises econômicas, utilizou-se o método do Valor Anual Equivalente (VAE). Realizou-se uma simulação para detectar a sensibilidade do VAE a alterações em variáveis do fluxo de caixa. Concluiu-se que o plantio de candeia foi lucrativo em espaçamentos estudados iguais ou maiores que 1,5 x 2,0 m. Plantios mais adensados são inviáveis economicamente nas idades analisadas. Entre os espaçamentos estudados o espaçamento1,5 x 3,0 m foi o mais lucrativo e o de menor risco. A rotação econômica para a candeia é de 15 anos no espaçamento 1,5 x 1,5 m; 13 anos nos espaçamentos 1,5 x 2,0m e 1,5 x 2,5 m e de 12 anos no espaçamento 1,5 x 3,0 m. Variações proporcionais no preço da madeira, produtividade volumétrica e taxa dejuros implicaram em variações inversamente proporcionais na rotação econômica dos espaçamentos estudados. Por outro lado, variações proporcionais no preço da muda implicaram em variações diretamente proporcionais na rotação. Mudanças no preço da terra não alteraram a rotação econômica de nenhum espaçamento.
Other Identifiers: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-77602012000400020
Description: Cultivation of nonnative candeia is an alternative way of obtaining raw material to meet the market demands for essential oils and fence posts. A successful stand is conditional on careful planning intended to optimize activities and make the project economically feasible. The objective of this study was to analyze the economic feasibility and to determine the economic rotation age for stands of candeia (Eremanthus erythropappus) using different interrow spacing arrangements, as well as to analyze the sensitivity of both economic indicators for candeia and economic rotation to variations in cash flow variables. Equivalent Annual Value (VAE) was the method used for the economic analyses. A simulation was carried out to detect VAE sensitivity to changes in variables related to cash flow. It was concluded that candeia cultivation can be profitable when spacing arrangements are 1.5 x 2.0 m or more. Arrangements denser than that are economically unfeasible for the ages being analyzed. Among the analyzed spacing arrangements, 1.5 x 3.0 m was found to be the most profitable and less risky. The economic rotation age for candeia is 15 years using 1.5 x 1.5 m spacing; 13 years using 1.5 x 2.0m and 1.5 x 2.5 m spacing; and 12 years using 1.5 x 3.0 m spacing. Proportional variations in timber price, volume output and interest rate implied inversely proportional variations in economic rotation for the spacing arrangements being studied. Conversely, proportional variations in seedling price implied directly proportional variations in rotation. Changes in land price did not affect economic rotation for any of the spacing arrangements.
???metadata.dc.language???: en
Appears in Collections:CERNE

Files in This Item:

There are no files associated with this item.

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback