Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/771
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorTeixeira, Meryene de Carvalho-
dc.date.accessioned2013-07-01T18:17:31Z-
dc.date.available2013-07-01T18:17:31Z-
dc.date.copyright2013-
dc.date.issued2013-07-01-
dc.date.submitted2013-02-28-
dc.identifier.citationTEIXEIRA, M. de C. Desenvolvimento de um método analítico utilizando eletrodo de pasta de carbono modificado com nanotubos de carbono para quantificação de arsênio em cachaças. 2013. 72 p. Dissertação (Mestrado em Agroquímica) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2013.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/771-
dc.descriptionDissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras como parte das exigências do Programa de Pós-graduação em Agroquímica, para a obtenção do título de Mestre.pt_BR
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPqpt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRASpt_BR
dc.rightsacesso abertopt_BR
dc.subjectArsêniopt_BR
dc.subjectEletrodo de pasta de carbonopt_BR
dc.subjectNanotubos de carbonopt_BR
dc.subjectCachaçapt_BR
dc.subjectVoltametriapt_BR
dc.subjectArsenicpt_BR
dc.subjectCarbon paste electrodept_BR
dc.subjectCarbon nanotubespt_BR
dc.subjectSugarcane brandypt_BR
dc.subjectVoltammetrypt_BR
dc.titleDesenvolvimento de um método analítico utilizando eletrodo de pasta de carbono modificado com nanotubos de carbono para quantificação de arsênio em cachaçaspt_BR
dc.typedissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisor-coOkumura, Leonardo-
dc.publisher.programDQI - Programa de Pós-graduaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFLApt_BR
dc.publisher.countryBRASILpt_BR
dc.contributor.advisor1Saczk, Adelir Aparecida-
dc.contributor.referee1Cardoso, Maria das Graças-
dc.contributor.referee1Fonseca, Fabiane de Oliveira Cantão-
dc.description.resumoArsenic is classified as a carcinogen, mutagen and teratogen for humans. Throughout history this has been used in various forms, since the drugs active ingredient of pesticides, contaminating the environment. Several cases of accidents due to these contaminants in soil and water have been reported and the use of arsenic prohibited. The Ministry of Health and CONAMA established maximum values of 10 g L-1 for drinking water. The electroanalytical techniques have been used with good results in comparison with other spectroscopic techniques for quantification of arsenic. An electroanalytical method using Cu2+ solutions amid the supporting electrolyte was used for determination of arsenic in sugarcane brandy using an electrode consisting of carbon paste modified with carbon nanotubes (CNTPE) and polymeric resins has been developed. The square wave (SWV), linear sweep (LSV) and differential–pulse (DPV) voltammetry modes with cathodic stripping were employed for CNTPE containing mineral oil and silicone. The best results were obtained with techniques LSV and DPV. The analytical curves were linear between the ranges of 30.0 to 110.0 µg L-1 for LSV, and from 10.0 to 110.0 µg L-1 for DPV. The limit of detection (L.O.D.) and quantification (L.O.Q.) for CNTPE in the case of mineral oil was 10.3 and 34.5 µg L-1 in the case of silicone 3.4 and 11.2 µg L-1. This method was applied to the determination of arsenic in five commercial sugarcane brandy samples and these results are in good agreement with those obtained by hydride generation, combined with atomic absorption spectrometry (HG AAS).pt_BR
dc.description.resumoO arsênio é classificado como agente carcinogênico, mutagênico e teratogênico para o ser humano. Ao longo da história, este elemento foi utilizado de variadas formas, desde medicamentos a princípio ativo de agroquímicos, contaminando o meio ambiente. Vários casos de acidentes devido a estas contaminações em solo e água já foram relatados e o uso do arsênio, proibido. O Ministério da Saúde e o CONAMA estabeleceram valores máximos de 10 µg L-1 para água potável. As técnicas eletroanalíticas vêm sendo utilizadas e obtendo bons resultados, em comparação com outras técnicas espectroscópicas, para a quantificação deste composto. Um método eletroanalítico utilizando soluções de Cu2+ em meio ao eletrólito suporte foi desenvolvido para a determinação de arsênio em aguardente de cana, por meio de um eletrodo de trabalho que consiste de pasta de carbono modificado com nanotubos de carbono (CNTPE) e resinas poliméricas. As modalidades voltamétricas de onda quadrada (SWV), varredura linear (LSV) e pulso diferencial (DPV) com redissolução catódica foram empregadas para CNTPE contendo óleo mineral e silicone. Os melhores resultados foram obtidos com as técnicas LSV e DPV. As curvas analíticas foram lineares entre os intervalos 30,0-110,0 µg L-1, para LSV e 10,0-110,0 µgL-1, para DPV. O limite de detecção e de quantificação para CNTPE com óleo mineral foi de 10,3 e 34,5 µg L-1 e, com silicone, 3,4 e 11,2 µg L-1, respectivamente. Este método foi aplicado para a determinação do arsênio em cinco amostras comerciais de cachaça e os resultados estão em boa concordância com os resultados obtidos pela técnica espectrométrica de absorção atômica combinada com geração de hidretos.pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ_NÃO_INFORMADOpt_BR
Appears in Collections:DQI - Agroquímica - Mestrado (Dissertações)



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.