Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
CERNE >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/7867

Title: Avaliação da exposição ocupacional à vibração de corpo inteiro em máquinas de colheita florestal
Other Titles: Evaluation of occupational exposure to whole body vibration in forest harvesting machines
???metadata.dc.creator???: Almeida, Simone Formigoni
Abrahão, Roberto Funes
Tereso, Mauro José Andrade
Keywords: Ergonomia
Vibração mecânica
Feller-Buncher
Skidder
Garra traçadora
Ergonomics
Mechanical vibration
Slash grapple
Publisher: UFLA - Universidade Federal de Lavras
???metadata.dc.date???: 1-Mar-2015
Citation: ALMEIDA, S. F.; ABRAHÃO, R. F.; TERESO, M. J. A. Avaliação da exposição ocupacional à vibração de corpo inteiro em máquinas de colheita florestal. Cerne, Lavras, v. 21, n. 1, p. 1-8, 2015.
???metadata.dc.description.resumo???: No Brasil, ainda são poucos os estudos que quantificam os níveis de exposição à vibração mecânica de corpo inteiro com máquinas florestais. Este estudo foi realizado na região de Campinas, em áreas de colheita de eucalipto de uma empresa de celulose e papel, objetivando quantificar os níveis de vibração aleatória a que estão expostos os operadores de três tipos de máquina de colheita de madeira - Feller-Buncher, Skidder e Garra Traçadora - durante a jornada de trabalho. Foi utilizado um medidor integrador triaxial Larson Davis modelo HVM 100 e os resultados analisados de acordo com as recomendações das normas ISO 2631-1: 1997 (no critério saúde) e Diretiva 2002/44 da Comunidade Européia. O Feller-Buncher apresentou uma magnitude de vibração equivalente de 1,12 m.s-2 (soma ponderada dos valores encontrados nos três eixos) sendo que, segundo a metodologia de Griffin (1998), o tempo máximo de exposição recomendado deveria ser de 4h47 min. O Skidder apresentou uma magnitude de vibração equivalente de 1,95 m.s-2, onde, de acordo com a mesma metodologia, o tempo de exposição máxima não deveria ultrapassar 1h35min. A Garra Traçadora apresentou os níveis mais próximos e dentro das recomendações das referidas normas: 0,99 m.s-2. Apesar de toda tecnologia empregada pelos fabricantes de máquinas de colheita florestal, os níveis de exposição às vibrações ainda estão além dos parâmetros recomendados pelas normas pertinentes.
Abstract: In Brazil there are few studies that quantify the levels of exposure to whole body mechanical vibration on forest harvesting machines. This study was conducted in the region of Campinas, in areas of eucalyptus harvest from a cellulose and paper company, to quantify the levels of random vibration to which operators are exposed to in three types of timber harvesting machines - Feller Buncher, Slash Grapple and Skidder - during the workday. A Larson Davis triaxial meter integrator model HVM 100 was used and the results compared to the recommendations of ISO 2631-1: 1997 (in health criterion) and Directive 2002/44 of the European Community. The Feller-Buncher had a magnitude of vibration equivalent of 1.12 m.s-2, and the recommended maximum exposure time according Griffin's (1998) methodology should be 4h47min. The Skidder showed a magnitude of vibration equivalent of 1.95 m.s-2, where the maximum exposure should not exceed 1h35min. The Slash Grapple showed the levels near and within the recommendations of these standards: 0.99 m.s-2. Despite all the technology used by manufacturers of machinery for harvesting, levels of exposure to vibration are still beyond the parameters recommended by relevant standards.
Other Identifiers: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-77602015000100001
???metadata.dc.language???: pt
Appears in Collections:CERNE

Files in This Item:

There are no files associated with this item.

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback