Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Organizações Rurais & Agroindustriais >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/8815

Título: Intercooperação e estilos de negociação em cooperativas produtoras de vinho no Rio Grande do Sul
Título Alternativo: Inter-cooperation and negotiation styles in wine producing cooperatives in the state of Rio Grande do Sul
Autor(es): Silva, Tânia Nunes
Gonçalves, Wilson Magela
Dias, Marcelos Fernandes Pacheco
Assunto: Intercooperação
Cooperativas
Estratégias de negociação
Inter-cooperation
Cooperatives
Negotiation strategies
Publicador: Organizações Rurais & Agroindustriais
Publicação: 4-Abr-2011
Referência: SILVA, T. N.; GONÇALVES, W. M.; DIAS, M. F. P. Intercooperação e estilos de negociação em cooperativas produtoras de vinho no Rio Grande do Sul. Organizações Rurais e Agroindustriais, Lavras, v. 12, n. 1, p. 56-70, 2010.
Resumo: Procurou-se, neste estudo, entender a relação existente entre as estratégias de negociação das cooperativas e o princípio da intercooperação. Foram analisadas 16 cooperativas produtoras de vinho no Rio Grande do Sul, pertencentes à Federação das Cooperativas Produtoras de Vinho (FECOVINHO). Os resultados foram obtidos através de uma reunião da federação onde estavam presentes um representante de cada uma das cooperativas. Nessa ocasião, foi feita a apresentação da pesquisa, explicada a importância da participação e os objetivos e foram entregues mais 10 questionários para cada cooperativa, o que daria um potencial de respondentes de 176 respostas. O retorno final dos questionários foi de 62, o que deu um porcentual de resposta de 35,23%. Responderam esse questionário os associados, associados executivos e executivos profissionais. As principais conclusões indicam a presença de todos os estilos e comportamentos, indicando que nem todos praticam os princípios da intercooperação. Os resultados corroboram os achados Kilmann & Thomas (1977) que concluíram que os estilos de gestão de conflitos variavam por dois tipos de razões: a natureza da situação e a tendência individual para utilizar um determinado estilo, independentemente da situação.
Abstract: This aim of the study was to comprehend the relation between the cooperatives’ negotiation strategies and the principle of inter- cooperation. Sixteen wine producing cooperatives in the State of Rio Grande do Sul were assessed, all members of the Wine Producer Cooperatives’ Federation (FECOVINHO). The data were obtained in a meeting of the Federation in which a representative of each cooperative was present. On that occasion, the survey was presented and its importance and goals were explained. Over 10 questionnaires were distributed in each cooperative, making a total of 176 potential respondents. The questionnaires’ final return was 62, corresponding to an answer percentage of 35.23%. The questionnaire was answered by members, executive members and professional executives. The main conclusions indicate the presence of all styles and behaviours, suggesting that the principles of inter-cooperation are not practiced by all. The results corroborate Kilmann & Thomas’ (1977) findings, who concluded that the styles of conflict management varied for two reasons: the nature of the situation and the individual tendency to use a certain style, regardless of the situation.
Outras Identificações: http://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/34
Idioma: por
Aparece nas coleções: Organizações Rurais & Agroindustriais

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback