Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Organizações Rurais & Agroindustriais >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/8896

Título: Customização em massa no agronegócio: um estudo de caso
Título Alternativo: Mass customization in agribusiness: a case study
Autor(es): Machado, André Gustavo Carvalho
Moraes, Walter Fernando Araújo de
Assunto: Agronegócio
Estratégia
Customização em massa
Agribusiness
Strategy
Mass customization
Publicador: Organizações Rurais & Agroindustriais
Publicação: 11-Mar-2013
Referência: MACHADO, A. G. C.; MORAES, W. F. A. de. Customização em massa no agronegócio: um estudo de caso. Organizações Rurais e Agroindustriais, Lavras, v. 14, n. 3, p. 380-394, 2012.
Resumo: Objetivou-se ,neste artigo,analisar como a customização em massa está sendo desenvolvida por uma empresa pertencente ao agronegócio. A estratégia de pesquisa selecionada foi de estudo de caso único. A escolha pela empresa deve-se ao fato de a mesma ser uma das pioneiras na produção customizada de formulados e misturas protéicas para o mercado brasileiro e se inserir no setor de agronegócio, o qual não tem sido contemplado nas pesquisas associadas às estratégias de customização em massa. Para obtenção dos dados, foram realizadas entrevistas semiestruturadas. A análise dos dados foi realizada em cinco fases. Os resultados demonstraram que dois critérios foram observados na seleção de componentes dos produtos a serem customizados: o atendimento à legislação e a intercambialidade das matérias-primas. Ao se diagnosticar a extensão da customização no processo produtivo, constatou-se que essa tarefa pode ocorrer em três estágios distintos: projeto, fabricação e embalagem. Utilizam-se, concomitantemente, duas estratégias de customização em massa: modulariação por mix e postergação da manufatura. Por fim, foi possível constatar quatro principais habilitadores para a customização em massa: projeto do produto, flexibilidade do sistema produtivo, tecnologia de informação e manufatura baseada no tempo.
Abstract: This paper aims to analyze how mass customization is used by a determined company of agribusiness area. The research strategy chosen was the single-case study. The company in question was chosen for being one of the pioneers in customized production of formulas and protein mixes for the Brazilian market and for being inserted in agribusiness, which has not been addressed in researches associated with mass customization strategies. In order to obtain the necessary data, semi-structured interviews were employed. Data analysis was done in five phases and results presented that two criteria were observed in the selection of product components to be customized: compliance with legislation and raw-material interchangeability. As the customization extension in the productive process was diagnosed, it was learned that this task can happen in three distinct steps: project, manufacturing, and packaging. Concurrently, two mass customization strategies are used: mix modularization and manufacturing postponement. At last, it was possible to verify four main mass customization qualifiers: product project, productive system flexibility, information technology, and time-based manufacturing.
Outras Identificações: http://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/572
Idioma: por
Aparece nas coleções: Organizações Rurais & Agroindustriais

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback