Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Organizações Rurais & Agroindustriais >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/8948

Título: Ciência, corpo e mente como categorias de conhecimento
Título Alternativo: Science, body and mind as categories of knowlegde
Autor(es): Siqueira, Euler David de
Assunto: Corpo
Técnica corporal
Mente
Razão
Experiência
Body
Corporal technique
Mind
Reason
Experience
Publicador: Organizações Rurais & Agroindustriais
Publicação: 18-Abr-2011
Referência: SIQUEIRA, E. D. de. Ciência, corpo e mente como categorias de conhecimento. Organizações Rurais e Agroindustriais, Lavras, v. 5, n. 2, jul./dez. 2003.
Resumo: Na contemporaneidade, o corpo humano ganha destaque como locus central de inúmeras representações e discussões, principalmente aquelas centradas na sociedade do consumo, do prazer e do lazer. Ao longo da tradição do pensamento filosófico, o corpo ocupou um lugar hierárquico inferior em detrimento da razão ou da alma. Na atualidade, as novas formas de comunicação e informação impõem um padrão estético voltado ao prazer e ao consumo, acelerando radicalmente o processo de valorização do capital. No centro do processo de consumo, o corpo é ressaltado ao ganhar importância sobre a dimensão racional, afinal, não se trata mais de salvar uma alma imortal, mas de desfrutar das potencialidades que um corpo cuidado e saudável pode oferecer. Ao mesmo tempo, novas relações entre corpo e mente são traçadas, mostrando não apenas pólos dicotômicos, mas complementaridades que não se excluem mutuamente. Pensar o corpo e a mente, portanto, é poder apreender um novo quadro de valores e de instituições sociais que o modelam segundo novas regras estéticas e éticas.
Abstract: In modern times the human body is pointed out as the central locus of countless representations and discussions, mainly those based in the consumption, pleasure and leisure society. As for the phylosophical thinking tradition the human body has hierachically been ranked inferior to reason and soul. Nowadays the new forms of communication and information impose an aesthetic pattern turned to pleasure and consumption, radically accelerating the process of valorizing capital. In the center of the consumption process the human body gains importance over the rational dimension, after all, saving an immortal soul is no longer what it is all about, but to make use of the potentialities that a healthy and cared about body can offer. Meanwhile, new relations between body and soul are established, showing not only dicotomical poles, but complementarities that do not exclude each other mutually. To think body and soul, then, means to able to learn new a values chart and social institutions that shape it according to new aesthetical and ethical rules.
Outras Identificações: http://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/239
Idioma: por
Aparece nas coleções: Organizações Rurais & Agroindustriais

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback