Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Organizações Rurais & Agroindustriais >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9022

Título: O Complexo Agroindustrial das Flores do Brasil e suas peculiaridades
Autor(es): Claro, Danny Pimentel
Santos, Antônio Carlos dos
Alencar, Edgard
Antonialli, Luiz Marcelo
Lima, Juvêncio Braga de
Assunto: Flores - produção
Complexo Agroindustrial de Flores (CAF)
Agribusiness
Flowers - production
Agroindustrial Chain of Flowers
Publicador: Organizações Rurais & Agroindustriais
Publicação: 18-Abr-2011
Referência: CLARO, D. P. et al. O complexo agroindustrial das flores do Brasil e suas peculiaridades. Organizações Rurais e Agroindustriais, Lavras, v. 1, n. 2, p. 17-30, ago./dez. 1999.
Resumo: Pelo presente artigo tem-se por objetivo descrever o Complexo Agroindustrial das Flores (CAF) no Brasil sob a ótica da Commodity System Approach (CSA). Mais especificamente, expor as potencialidades em forma dos agregados que o compõem. Baseado em pesquisa, o Complexo Agroindustrial das Flores do Brasil pode ser colocado por intermédio de agregados; o agregado I é formado pelos fornecedores de insumos. O agregado II, constituído pelos produtores rurais. E o agregado III, formado pelos leilões, supermercados, varejistas (floriculturas), funerárias e, finalmente, os consumidores. Pela análise do CAF, conclui-se que este é um complexo promissor face à diversidade de climas e solos, além da infinidade de espécies cultivadas e da estabilização da moeda. Existem limitações para o desenvolvimento que podem ser resolvidas mediante uma melhor coordenação entre os agregados.
Abstract: The present study aims to report the “Flowers Agroindustrial Complex” (FAC) in Brazil under the optics of the Commodity System Approach (CSA). More particularly, to evaluate its potentialities in terms of its aggregates. On the basis of the surveyed data, the Agroindustrial Chain of Flowers in Brazil can be reported, through which one has aggregate I (one), made up of input suppliers; aggregate II (two) consisting of flower growers and aggregate III (three) formed by auctions, supplying centers, retailers, flowers shops, funeral shop, supermarkets, home consumers and foreign consumers. From analysis of agroindustrial chain of flowers, observe that the agroindustrial chain of flower is promising face to availability of climate, soils, diversity of cultivated species and economical stabilization, there being limitations liable to be solved through a better coordination of all.
Outras Identificações: http://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/292
Idioma: por
Aparece nas coleções: Organizações Rurais & Agroindustriais

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback