Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Organizações Rurais & Agroindustriais >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9037

Título: Hedge dinâmicos: uma evidência para os contratos futuros brasileiros
Título Alternativo: Dynamic Hedge: an evidence for brazilian future contracts
Autor(es): Bitencourt, Sanderci Alves
Silva, Washington Santos
Sáfadi, Thelma
Assunto: Razão ótima de hedge
Modelos GARCH BEKK
Regressão
Hedge optimal ratio
GARCH BEKK model
Regression
Publicador: Organizações Rurais & Agroindustriais
Publicação: 18-Abr-2011
Referência: BITENCOURT, S. A.; SILVA, W. S.; SÁFADI, T. Hedge dinâmicos: uma evidência para os contratos futuros brasileiros. Organizações Rurais e Agroindustriais, Lavras, v. 8, n. 1, p. 71-78, 2006.
Resumo: O setor agropecuário vem se transformando, crescendo e ocupando uma posição de destaque na economia. Essas transformações passam a exigir uma maior preocupação com a gestão dos riscos da atividade. Nesse sentido, os contratos negociados na BM&F tornaram-se instrumentos eficazes na redução do risco de mercado, mediante uma operação denominada hedge. Contudo, ainda existe a necessidade do aperfeiçoamento das técnicas econométricas para a estimação das chamadas razões ótimas de hedge, pois se observa na literatura nacional que a maioria dos trabalhos desconsidera alguns aspectos do comportamento das séries de retornos. Isto posso, com o presente trabalho busca-se analisar dois métodos para o cálculo dessas razões ótimas de hedge, o modelo convencional de regressão e o modelo GARCH BEKK bivariado, que leva em consideração as correlações condicionais das séries. A análise preliminar dos resultados aponta no sentido de que a razão ótima de hedge não é constante no tempo, sugerindo que a utilização de modelos que consideram a dependência temporal das séries seja mais realista. A metodologia é exemplificada pelos preços da commodity boi gordo.
Abstract: The farming sector is changing, growing and occupying a position of prominence in the economy. These transformations start to demand a bigger concern with the management of risks of the activity. In this direction, the contracts traded at BM&F had become efficient instruments in the reduction of the market risk, through an operation called hedge. However, there is still the necessity of improving of the econometrical techniques for the estimation of the optimal hedge ratio, therefore, it is observed in the brazilian literature that the majority of the works doesn’t consider some aspects of the behavior of the series of returns. Thus, the present work seeks to analyze two methods for the calculation of these hedge optimal ratio, the conventional model of regression and the bivariate GARCH BEKK model that considers the conditional correlations of the series. The preliminary analysis of the results indicates that the hedge optimal ratio is not constant through time, suggesting that the use of models that consider the time dependence of the series is more realistic. The methodology is applied to the prices of the beef cattle commodity.
Outras Identificações: http://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/180
Idioma: por
Aparece nas coleções: Organizações Rurais & Agroindustriais

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback