Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Organizações Rurais & Agroindustriais >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9087

Title: Convenções, capital social e desenvolvimento efetivo na agricultura familiar: o caso de Mato Grosso do Sul
Other Titles: Informal institutions, social capital and effective development in family farming: the case of Mato Grosso do Sul
???metadata.dc.creator???: Tomas, Robson Nogueira
Sproesser, Renato Luiz
Batalha, Mário Otávio
Keywords: Agricultura familiar
Reforma agrária
Renda
Capital social
Family farming
Settlement
Income
Social capital
Publisher: Organizações Rurais & Agroindustriais
???metadata.dc.date???: 11-Mar-2013
Citation: TOMAS, R. N.; SPROESSER, R. L.; BATALHA, M. O. Convenções, capital social e desenvolvimento efetivo na agricultura familiar: o caso de Mato Grosso do Sul. Organizações Rurais e Agroindustriais, Lavras, v. 14, n. 3, p. 409-425, 2012.
???metadata.dc.description.resumo???: Objetivou-se, nesta pesquisa, analisar a importância das convenções e do capital social no desenvolvimento da agricultura familiar, especificamente no estado de Mato Grosso do Sul. Para tanto, selecionou-se uma amostra formada por sete assentamentos rurais, uma gleba agrária e uma colônia de produtores orgânicos, compondo um estudo de casos múltiplos. Os resultados evidenciaram que existe um baixo padrão de desenvolvimento econômico e social em parte dos assentamentos rurais localizados nesse estado. Entretanto, verificou-se que a Gleba Santa Terezinha – considerada aqui como um caso de sucesso para a agricultura de base familiar – possui uma realidade distinta dos assentamentos, ou seja, os produtores não estão endividados, contam com uma infraestrutura produtiva, operante e rentável, capaz de gerar renda suficiente para satisfazer suas necessidades e permitir um bom padrão de vida. Nessa direção, usou-se a comparação entre os casos para entender como e por que as convenções e o capital social são importantes para o desenvolvimento efetivo da agricultura familiar. Como conclusão, este artigo propõe um modelo conceitual-empírico que incide em um conjunto de relações econômicas e sociais essenciais para a inserção sustentável dos agricultores familiares nos mercados locais e na sociedade com um todo.
Abstract: This study aimed to analyze the importance of informal institutions and social capital in the development of family agriculture specifically in Mato Grosso do Sul state. Therefore, we selected a sample consisting of seven rural settlements, a glebe association and a colony of producers of organic products, thus composing a multiple case study. The results indicated a low standard of economic and social development in part of the rural settlements located in this state. However, it was found that Gleba Santa Terezinha, considered in this survey as a success for family-based agriculture, has a distinct reality compared with the settlements. That is, its producers are not in debt and have a productive infrastructure operant and profitable, capable of generating enough income to meet their needs and provide a good standard of living. Along these lines, we used the comparison between the cases to understand how and why the conventions and social capital are important for the effective development of family farming. In conclusion, this paper proposes a conceptual and empirical model that focuses on a set of economic and social relations considered essential for the sustainable integration of family farmers in local markets and in society as a whole.
Other Identifiers: http://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/574
???metadata.dc.language???: por
Appears in Collections:Organizações Rurais & Agroindustriais

Files in This Item:

There are no files associated with this item.

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback