Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Organizações Rurais & Agroindustriais >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9151

Título: Características da certificação na cafeicultura brasileira
Título Alternativo: Coffee certification features in Brazil
Autor(es): Moreira, Cassio Franco
Fernandes, Elisabete A. de Nadai
Vian, Carlos Eduardo de Freitas
Assunto: Certificação agrícola
Sustentabilidade
Café
Mercado de café
Café - Qualidade
Agriculture certification
Sustainability
Coffee
Coffee market
Coffee quality
Publicador: Organizações Rurais & Agroindustriais
Publicação: 6-Mar-2012
Referência: MOREIRA, C. F.; FERNANDES, E. A. de N.; VIAN, C. E. de F. Características da certificação na cafeicultura brasileira. Organizações Rurais e Agroindustriais, Lavras, v. 13, n. 3, p. 344-351, 2011.
Resumo: O mercado cada vez mais demanda produtos agrícolas certificados. Os países de primeiro mundo, principalmente, exigem em seus produtos informações sobre o processo produtivo e origem, visando tanto à sustentabilidade socioambiental quanto à qualidade intrínseca do produto. O consumidor quer saber como seu alimento foi produzido. Produtos certificados, de acordo com diferentes padrões, estão cada vez mais presentes nas prateleiras de supermercados do mundo todo. Na cafeicultura, isso se repete, talvez sendo o setor agrícola nacional mais evoluído quanto à certificação, muito à frente de outros produtos agrícolas. Diferentes padrões de certificação estão presentes na cafeicultura brasileira hoje, os principais sendo Orgânico, Fair Trade (FT), Utz Certified (UC) e Rain Forest Alliance (RA). Entretanto, cada um desses padrões cobre diferentes aspectos e seus respectivos produtos chegam ao mercado carregados com características distintas. Importante é a caracterização de cada certificação, bem como a sua exposição aos produtores e consumidores para que tomem sua decisão de forma clara e consciente. A certificação de café no Brasil tem contribuído muito para consideráveis melhorias socioambientais no setor produtivo, bem como para a organização interna das propriedades. A certificação na cafeicultura nacional continuará em crescimento e seus benefícios, aos poucos, estão chegando à sociedade.
Abstract: The market of certified agricultural products increases everyday. Developed countries demand information on the production system and the origin of the product concerning socioenvironmental sustainability and quality attributes. The consumer seeks to know how his/ her food has been produced. Certified products are more and more present at shops and supermarkets worldwide. In the coffee sector this also happens, and the Brazilian coffee is perhaps the most national developed agriculture sector regarding certification. Distinct coffee certification standards are present at the Brazilian coffee production, and the following are the main ones: Organic, Fair Trade (FT), Utz Certified (UC), and Rain Forest Alliance (RA). However, each of these standards considers distinct aspects of coffee production and its respective products are in the market carried with different characteristics. The characterization of each certification standard as well as its exhibition to the producers and consumers is important so that they make their decision in a clear and conscious way. Coffee certification in Brazil has contributed to considerable social and environmental improvements in the production sector. Coffee certification in Brazil is still improving and its benefits are reaching society.
Outras Identificações: http://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/429
Idioma: por
Aparece nas coleções: Organizações Rurais & Agroindustriais

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback