Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Organizações Rurais & Agroindustriais >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9169

Title: A crise do poder estatal e a reprodução do capitalismo.
Other Titles: The crisis in state power and the reproduction of capitalism
???metadata.dc.creator???: Siqueira, Euler David de
Keywords: Trabalho em serviços
Crises do estado capitalista
Ingovernabilidade
Crises of capitalist state
Non-governability
Work in a job
Publisher: Organizações Rurais & Agroindustriais
???metadata.dc.date???: 18-Apr-2011
Citation: SIQUEIRA, E. D. de. A crise do poder estatal e a reprodução do capitalismo. Organizações Rurais & Agroindustriais, Lavras, v. 4, n. 2, 2002.
???metadata.dc.description.resumo???: Nas sociedades capitalistas avançadas, classificadas por Claus Offe como tardo-capitalistas ou de capitalismo tardio, verifica-se uma contradição estrutural entre as lógicas voltadas à valorização do capital e aos processos do sistema político-administrativo. O crescimento continuado das taxas de trabalho em serviços, trabalho produtor de valores de uso ou trabalho concreto, classificado usualmente como trabalho improdutivo de mais-valia nas sociedades capitalistas avançadas, de acordo com Claus Offe, se torna cada vez mais uma condição estrutural para que uma parte da força de trabalho possa ser convertida à produção de valores de troca/trabalho abstrato ou à forma social mercadoria. Segundo a análise offeana do crescimento dos sistemas político-administrativos das sociedades de capitalismo tardio, ao organizar uma parte da força de trabalho marginalmente ao trabalho assalariado, é preciso que uma parte dela não esteja submetida às relações de troca capitalistas. Nesse sentido, para que o processo ou a lógica da valorização do capital possa seguir sem percalços, torna-se imperioso recolher do mercado, de maneira administrativa, parte da força de trabalho das relações de troca capitalista voltadas à forma social mercadoria. Em poucas palavras, na conversão do trabalho concreto em trabalho abstrato, verifica-se uma tendência ao processo de desmercantilização de parte da força de trabalho social. Tal contradição entre as duas lógicas, produtoras de valor de uso e de valor de troca, são insuperáveis, na perspectiva analítica de Offe, justamente pelo fato de tal contradição estar para além das consciências e das intenções dos agentes capitalistas individuais, assim como da coordenação desse processo.
Abstract: In advanced capitalist societies, classified by Claus Offe as tardy-capitalists, one verifies a structural contradiction among the logics concerning valorization of capital and the processes of the publicadministration system. The continuous increase of work taxes in services, use values-producing work, or concrete work, usually classified as improductive work of higher value in advanced capitalist societies, according to Claus Offe, increasingly becomes a structural condition so that part of the work force may be converted into production of abstract trade/work values or into the merchandise social form. According to the Offean analysis on the growth of political-administrative systems in societies of tardy-capitalism, when organizing a portion of the work force marginally to waged-work, it becomes necessary that a part of the work force does not undergo capitalist trade relations. In that sense, so that the process or logic of capital valorization becomes able to keep going on without further adversities, it becomes necessary to collect back from the market, in an administrative manner, part of the work force of the relations of capitalist trade which have their eyes turned to the merchandise social form. In short, in the conversion process of concrete work into abstract work, one verifies a trend in the de-merchandising process of part of the work force. Such contradiction between both logics, producers of use value and trade value, are insolvable, in Offe’s analytical perspective, due exactly to the fact that such contradiction is way beyond the conscience and intentions of the individual capitalist agents, as well as that of the coordination of this process.
Other Identifiers: http://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/255
???metadata.dc.language???: por
Appears in Collections:Organizações Rurais & Agroindustriais

Files in This Item:

There are no files associated with this item.

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback