Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Organizações Rurais & Agroindustriais >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9189

Title: A nova reforma da política agrícola comum e suas consequências num sistema agrícola mediterrâneo de Portugal
???metadata.dc.creator???: Carvalho, Maria Leonor da Silva
Godinho, Maria de Lurdes Ferro
Keywords: Política agrícola
Programação matemática
Mediterrâneo
Risco
Agricultural policy
Mathematical programming
Publisher: Organizações Rurais & Agroindustriais
???metadata.dc.date???: 20-Sep-2011
Citation: CARVALHO, M. L. da S.; GODINHO, M. DE L. F. A nova reforma da política agrícola comum e suas consequências num sistema agrícola mediterrâneo de Portugal. Organizações Rurais & Agroindustriais, Lavras, v. 13, n. 2, p. 165-175, 2011.
???metadata.dc.description.resumo???: A agricultura mediterrânea de sequeiro está sujeita a um considerável nível de risco na produção devido à variabilidade das condições meteorológicas. As intervenções governamentais através de instrumentos de estabilização do rendimento têm tido um forte impacto nas explorações agropecuárias da região mediterrânea, levando a alterações quer na alocação da terra quer no rendimento e sua variabilidade. Objetivou-se, neste trabalho, principalmente, estudar o efeito da nova reforma da PAC na variabilidade do rendimento de uma exploração mediterrânea situada no Alentejo, sul de Portugal. O efeito das medidas agroambientais nas atividades produtivas e no risco do rendimento foi analisado. Para atingir esses objetivos, usou-se um modelo de programação estocástica discreta associado a uma estrutura MOTAD. Os resultados indicam um aumento da extensificação das atividades produtivas. E também um aumento do rendimento total da exploração, uma diminuição da variabilidade relativa do rendimento total e um aumento do risco relativo do rendimento da produção. No entanto, o risco resultante da variabilidade do rendimento obtido na produção, aumenta.
Abstract: Agriculture in dry land Mediterranean areas faces a considerable level of production risk as a result of the unpredictable weather. Governmental income stabilisation instruments have had a major impact on Mediterranean farms in changing land allocation, and changing income levels and variability. Using a mathematical programming model, the impact of the 2003 CAP reform on land allocation and on income variability is evaluated for a Portuguese Mediterranean farm. The results show an increase of extensification of production activities. They also show an increase in total farm income, a reduction in relative total income variability, and an increase in relative production income variability.
Other Identifiers: http://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/344
???metadata.dc.language???: por
Appears in Collections:Organizações Rurais & Agroindustriais

Files in This Item:

There are no files associated with this item.

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback