Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Organizações Rurais & Agroindustriais >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9190

Title: As indicações geográficas como estratégia mercadológica no mercado de vinhos do Distrito Federal
???metadata.dc.creator???: Glass, Rogério Fabrício
Castro, Antônio Maria Gomes de
Keywords: Estratégia mercadológica
Mercado do vinho
Marketing strategies
Wine market
Publisher: Organizações Rurais & Agroindustriais
???metadata.dc.date???: 6-Apr-2011
Citation: GLASS, R. F.; CASTRO, A. M. G. de. As indicações geográficas como estratégia mercadológica no mercado de vinhos do Distrito Federal. Organizações Rurais & Agroindustriais, Lavras, Organizações Rurais & Agroindustriais, Lavras, v. 10, n. 2, p. 189-202, 2008.
???metadata.dc.description.resumo???: Este artigo tem o objetivo de analisar, em termos de estratégia mercadológica, as indicações geográficas (IGs) como diferencial competitivo no mercado de vinhos. O artigo se baseia em uma pesquisa cujo grupo-alvo foi formado por consumidores de vinho do Distrito Federal com alto grau de envolvimento com este produto. Esta pesquisa teve caráter exploratório-descritivo e foram aplicados questionários estruturados auto-administrados. Sua base conceitual refere-se às estratégias mercadológicas, principalmente em relação aos conceitos de segmentação e posicionamento de mercado e ao comportamento do consumidor. Foram analisadas as percepções do grupo pesquisado sobre vários fatores mercadológicos que têm influência no consumo do vinho, em especial as indicações geográficas. Observou-se que as IGs são um fator de diferenciação neste mercado e também uma característica relevante dos vinhos, de acordo com os consumidores pesquisados. Em sua maioria, esses consumidores estariam dispostos a pagar mais por vinhos que possuíssem uma IG. Por fim, concluiu-se, considerando-se o nicho de mercado analisado neste estudo, que as IGs são um fator de diferenciação. Portanto, produtores, vinícolas e suas respectivas regiões que construírem um posicionamento de mercado baseado nas indicações geográficas e em consumidores com alto grau de envolvimento com o produto vinho como mercado-alvo podem obter resultados comerciais positivos.
Abstract: The objective of this paper was to analyze, in terms of marketing strategy, the geographical indications (GIs) as a competitive differential in the wine market. The paper is based on research that targeted the wine consumers from the Distrito Federal (Federal District) with a high degree of involvement with the product. This research had an exploratory-descriptive nature and used self- administrated structured questionnaires. Marketing strategies, mainly market segmentation and positioning and consumers’ behavior, were its conceptual basis. The target group’s perceptions about several marketing factors which influence wine consumption, especially the geographical indications, were analyzed. According to the consumers, the GIs are a differentiating factor in this market and a relevant characteristic of the wines. Most of these consumers were willing to pay more for wines that have a GI. Finally, considering the niche market analyzed in this study, it was concluded that the GIs are a differentiating factor. Therefore, the producers, wineries and their respective regions that construct a market positioning based on geographical indications and on consumers with a high degree of involvement with the wine product as their target market can obtain positive commercial results.
Other Identifiers: http://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/79
???metadata.dc.language???: por
Appears in Collections:Organizações Rurais & Agroindustriais

Files in This Item:

There are no files associated with this item.

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback