Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DEN - Departamento de Entomologia >
DEN - Programa de Pós-graduação >
DEN - Entomologia - Doutorado (Teses) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9406

Title: Estruturação da comunidade de Scarabaeinae em um gradiente de restauração de Floresta Atlântica
Other Titles: Assembly rules of dung beetle communities along an Atlantic Forest restoration gradient
???metadata.dc.creator???: Audino, Lívia Dorneles
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Louzada, Júlio Neil Cassa
???metadata.dc.contributor.referee1???: Barlow, Jos
Faria, Lucas Del Bianco
Lopes, Priscila Paixão
Zanetti, Ronald
???metadata.dc.description.concentration???: Entomologia
Keywords: Sucesso de restauração
Características funcionais
Filtros ambientais
Limites de dispersão
Paisagem
Restoration success
Functional traits
Environmental filters
Dispersal limitation
Landscape
???metadata.dc.date.submitted???: 9-Feb-2015
Issue Date: 8-May-2015
???metadata.dc.description.sponsorship???: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Citation: AUDINO, L. D. Estruturação da comunidade de Scarabaeinae em um gradiente de restauração de Floresta Atlântica. 2015. 150 p. Tese (Doutorado em Agronomia/Entomologia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2015.
???metadata.dc.description.resumo???: A restauração ecológica tem sido considerada uma estratégia importante para reduzir a perda da biodiversidade e manter as funções ecossistêmicas. É necessário, portanto, conhecer sua real eficácia em relação à conservação e à manutenção dos diferentes componentes dos ecossistemas. Além disso, é preciso encontrar bases teóricas que fundamentem as práticas de restauração. A presente tese teve como objetivo geral estudar a estruturação da comunidade de besouros escarabeíneos em um gradiente de restauração de Floresta Atlântica, determinando se as trajetórias de estruturação convergem ou divergem de sistemas referência e degradados e analisando quais fatores são os principais determinantes desta estruturação. Para isso, os besouros foram amostrado em 15 áreas de restauração florestal de diferentes idades e em cinco áreas de floresta primária, secundária de estágio avançado (sistemas referência) e de pastagem (sistema degradado). A comunidade dos besouros foram caracterizadas de acordo com a diversidade e a composição de características funcionais. Todas as áreas de restauração foram mensuradas em relação às suas condições ambientais locais (estrutura da vegetação e solo), contexto de paisagem (porcentagem de floresta ao redor e distância de reservas ambientais) e padrões espaciais (PCNMs). O sucesso da restauração foi avaliado por meio de medidas da diversidade de espécies, composição e diversidade funcional. Os resultados mostram que as áreas de restauração conseguem abrigar espécies florestais e estão convergindo em direção ao sistema referência de acordo com a similaridade na composição de espécies. Contudo, a diversidade de espécies e funcional é extremamente baixa, contendo padrões similares aos das pastagens. Isso mostra que 18 anos não foram suficientes para recuperar uma comunidade diversa e estável. Também demonstrou-se a importância de se utilizar mais de uma métrica para caracterizar as comunidades encontradas nas áreas de restauração, a fim de obter uma melhor avaliação sobre o seu sucesso. A composição de espécies e características funcionais dos escarabeíneos foram predominantemente determinadas por processos baseados em nicho, principalmente por filtros ambientais locais. Os padrões espaciais e de paisagem tiveram pequena ou nenhuma contribuição independente, apresentando efeitos compartilhados um com o outro e com as variáveis ambientais. A dispersão dos escarabeíneos foi, principalmente, determinada por respostas específicas de cada espécie às variáveis ambientais. Também documentou-se como estas variáveis ambientais e de paisagem tornam as áreas de restauração mais similares à floresta primária em relação à composição de espécies e de características funcionais.
Abstract: Restoration ecology is being considered an important strategy to reduce biodiversity loss and maintain ecosystem functions. Thus, it is necessary to know the real efficacy of this strategy in relation to the conservation and maintenance of different ecosystem components. Besides, it is important to find theoretical basis to support restoration practices. The general objective of the present thesis was to study dung beetle community assembly in an Atlantic Forest restoration chronosequence, determining whether the assembly trajectories converge or diverge from the reference and degraded systems and analyzing which factors are the main determinants of this assembly. So, we sampled dung beetles in 15 forest restoration areas of different ages and in five areas of primary forest, old secondary forest (reference systems) and introduced pastures (degraded system). Dung beetle communities were categorized according to functional trait diversity and composition. All restoration areas were measured in relation to its local environmental conditions (vegetation structure and soil), landscape context (forest cover percentage surrounding and distance to environmental reserves) and spatial patterns (PCNM’s). Restoration success was evaluated using measures of species diversity, composition and functional diversity. Our results show that restoration areas have the capacity to host forest-restricted species and are progressing towards the reference systems according to species composition similarity. However, species diversity and functional diversity was extremely low, presenting similar patterns to the ones found in pastures (starting point of the restoration). This demonstrates that 18 years was not enough to recover a diverse and stable dung beetle community. We also underscore the importance of utilizing more than one metric to characterize assemblages found in restored areas in order to better evaluate restoration success. Assembly of both species and functional trait composition were predominantly driven by niche-based processes, mainly by the influence of local environmental filters. Landscape and spatial descriptors had little or none independent contributions, presenting mostly shared effects with each other and local environment. Dung beetle dispersal is mostly determined by species specific environmental responses. However, the importance of stochastic factor cannot be completely rule out. We also document how these environment and landscape variables make the restoration areas more similar to the primary forest in relation to species and functional trait composition.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9406
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DEN - Entomologia - Doutorado (Teses)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TESE_Estruturação da comunidade de Scarabaeinae em um gradiente de restauração de Floresta Atlântica.pdf2.29 MBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback