Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAE - Departamento de Administração e Economia >
DAE - Programa de Pós-graduação >
DAE - Administração - Doutorado (Teses) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/941

Title: Estratégia como prática social e discursiva: um estudo sob a perspectiva da análise crítica do discurso
???metadata.dc.creator???: Brito, Valéria da Glória Pereira
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Carrieri, Alexandre de Pádua
???metadata.dc.contributor.referee1???: Saraiva, Luiz Alex Silva
Amâncio, Jessé Alves
Pereira, José Roberto
Walter, Silvana Anita
???metadata.dc.description.concentration???: Estudos Organizacionais e Sociedade
Keywords: Empresas familiares
Cooperativas agrícolas
Teoria crítica
???metadata.dc.date.submitted???: 13-May-2013
Issue Date: 2013
???metadata.dc.description.sponsorship???: Fundação de Amparo à Pesquisa do estado de Minas Gerais (FAPEMIG) - PMCD
Citation: BRITO, V. da G. P. Estratégia como prática social e discursiva: um estudo sob a perspectiva da análise crítica do discurso. 2013. 281 f. Tese (Doutorado em Administração) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2013.
???metadata.dc.description.resumo???: The objective of this thesis was to unravel the process of socio-discursive construction of the strategies practiced by the Family Producers Cooperative of Poço Fundo, particularizing the social-historical aspects which mark this process. We seek to: a) recover the social-historical context in which the focused cooperative organization is inserted, specializing in the discourse order which has and still marks the construction of organizational strategies; b) analyze the production, distribution and consumption processes of this discourse order, evidencing the political and ideological specificities of this process; c) observe and interpret the effects of the discourse order in strategy formation, focusing their discursive and non-discursive repercussions of the strategic practices of the analyzed cooperative organizations. We opted for an interdisciplinary perspective which remitted to centralizing the language of organization construction, applying the Discourse Critic Analysis as a theoretical-methodological approach. We started with strategizing as a social and discursive practice, that is, we formulated questions which served as a starting point for the critical exam of language corpus constructive texts, delimited for research purpose. The historical experience referred to in this thesis was marked for singular strategic specificities which emerged from the appropriation of a discourse order socially constituted in a macro-social market context by social, politic, economic and cultural transformations. Our ontological and epistemological choices allow us to critically analyze the collective action strategies, sustainable familiar organic production and the insertion into the market fair trade (MFT). We conclude that the strategies are discursively constructed organizational phenomenon of which nature is marked by the relation between social structure and collective action. This conception implies in recognizing that strategies are not located in the organizations nor are they property of strategists. They are, dialectically, the product and the producer of a discourse formed, distributed and consumed by collective subjects. We found that strategizing maintains a close relation to the local knowledge constructed by socially organized agents which appropriate themselves of a macro-social discourse order market for different ideologies. Our research also demonstrates the analytical potential of the DCA for the strategizing studies, differentiating from those which approach the micro-sociological aspects. By means of the DCA it was possible to understand the formation, legitimation, naturalization or normalization processes ofstrategizing as socio-discursive practices. Thus, we conclude that strategizing: i) is anchored in the macro-social or social-historical movements; ii) reproduces political (power relations) and ideological elements, of which genesis is tied to a specific discourse order; iii) keeps the inter-discursive mark which is revealed in a social and organizational language corpus; iv) presents a relational character, sheltering elements or discursive and non-discursive practices (material and social); v) are socially constructed, legitimized and naturalized by the different political and symbolical mechanisms historically constructed and situated in time and space. We also present the agenda of research applied to the organizational field, including the cooperative organizations. Keywords: Strategy as practice. Critical Discourse Analysis. Cooperative Organizations. Organic Familiar coffee farming. Fair Trade Market.
Com esta tese objetivamos desvelar o processo de construção sociodiscursiva das estratégias praticadas na Cooperativa de Produtores Familiares de Poço Fundo, particularizando os aspectos sócio-históricos que marcaram este processo. Mais especificamente, buscamos: a) resgatar o contexto sócio-histórico em que a organização cooperativa em foco está inserida, particularizando a ordem de discurso que marcou e continua marcando a constituição das estratégias praticadas; b) analisar o processo de produção, distribuição e consumo desta ordem discursiva, evidenciando as especificidades políticas e ideológicas deste processo; c) observar e interpretar os efeitos da ordem do discurso na formação da estratégia, enfocando as suas repercussões discursivas e não discursivas nas práticas estratégicas construídas no âmbito da organização em foco. Nesta tese optamos por uma perspectiva interdisciplinar que remeteu à centralidade da linguagem na construção das organizações, recorrendo à aplicação da Análise Crítica do Discurso como enfoque teórico-metodológico. Partimos da problematização do fazer estratégia como prática social e discursiva, ou seja, formulamos questões que serviram de ponto de partida para o exame crítico dos textos constitutivos do corpus de linguagem delimitado para fins da pesquisa. A experiência histórica retratada por esta tese foi marcada por especificidades estratégicas singulares que emergiram da apropriação de uma ordem do discurso socialmente constituída em um contexto macrossocial marcado por transformações sociais, políticas, econômicas e culturais. As nossas escolhas ontológicas e epistemológicas nos permitiram analisar criticamente as estratégias de ação coletiva, produção orgânica familiar sustentável e a inserção no Mercado Fair trade (MFT). Concluímos que as estratégias são fenômenos organizacionais discursivamente constituídos cuja natureza é marcada pela relação entre a estrutura social e a ação coletiva. Esta concepção implica em reconhecer que as estratégias não estão localizadas na organização, nem são propriedades de alguns sujeitos estrategistas. Elas são dialeticamente produto e produtora de uma ordem de discurso formada, distribuída e consumida por sujeitos coletivos. Descobrimos que o fazer estratégia mantém uma estreita relação com o saber local construído pelos agentes socialmente organizados que se apropriaram de uma ordem de discurso macrossocial marcado por diferentes ideologias. A nossa pesquisa também evidencia o potencial analítico da ACD para os estudos do fazer estratégia nas organizações, diferenciando-se daqueles que abordam os aspectos micro sociológicos. Por meio da ACD foi possível compreender os processos de formação, legitimação, naturalização do fazer estratégias como práticas sociodiscursivas. Assim sendo, concluímos que o fazer estratégia: i) se ancora nos movimentos macrossociais ou socio-históricos; ii) reproduz elementos políticos (relações de poder) e ideológicos, cuja gênese está atrelada a uma ordem de discurso específica; iii) guarda a marca da interdiscursividade que se revela em um corpus de linguagem social e organizacional; iv) possui caráter relacional, abrigando elementos ou práticas discursivas e não discursivas (materiais e sociais); v) são socialmente construídas, legitimadas e naturalizadas por meio de diferentes mecanismos políticos e simbólicos historicamente construídos e situados no tempo e no espaço. Apresentamos também a agenda de pesquisa aplicada ao campo das organizações, inclusive as organizações cooperativas. Palavras-chave: Estratégia como Prática. Análise Crítica de Discurso. Organizações Cooperativas. Cafeicultura Familiar Orgânica. Mercado Fair Trade.
Description: Tese apresentada ao Centro de Pós-Graduação e Pesquisas em Administração da Universidade Federal de Minas Gerais, como requisito parcial à obtenção do título de Doutor em Administração.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/941
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DAE - Administração - Doutorado (Teses)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TESE_Estratégia como prática social e discursiva um estudo sob a.pdf3.61 MBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback