Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAE - Departamento de Administração e Economia >
DAE - Programa de Pós-graduação >
DAE - Administração - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9461

Title: O café brasileiro: um panorama do setor e suas tendências para 2020
???metadata.dc.creator???: Rati, Fernando Rezende Silva Neves
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Castro, Cléber Carvalho de
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Sugano, Joel Yutaka
???metadata.dc.contributor.referee1???: Castro Júnior, Luiz Gonzaga de
Oliveira, Luciel Henrique de
???metadata.dc.description.concentration???: Gestão Estratégica, Marketing e Inovação
Keywords: Modelos de negócio
Café
Agronegócio
Tendências
Indústria torrefadora
Business models
Coffee
Agribusiness
Trends
Industry roaster
???metadata.dc.date.submitted???: 27-Feb-2015
Issue Date: 11-May-2015
???metadata.dc.description.sponsorship???: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Citation: RATI, F. R. S. N. O café brasileiro: um panorama do setor e suas tendências para 2020. 2015. 138 p. Dissertação (Mestrado em Administração)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2015.
???metadata.dc.description.resumo???: A cadeia agroindustrial do café caracteriza-se, especialmente, pelo dinamismo e complexidade. O aumento das incertezas no mercado global de commodities, aliado à falta de estudos holísticos que integrem vários pontos da cadeia agroindustrial surge como fator motivador para o desenvolvimento de modelos de negócio amplos e estratégicos. Nesse sentido, objetivou-secom presente estudar caracterizar e avaliar as forças intervenientes na geração de modelos de negócio para o setor cafeeiro.Para os players da cadeia ligados ao setor produtivo; sendo eles produtores, torrefadoras, cooperativas, exportadoras; o trabalho se justifica por fornecer análises que viabilizem um melhor desempenho na atividade. Tais informações serão úteis inclusive para autoridades políticas, auxiliando na formulação ou reformulação de projetos no setor, com o foco em tornar a atividade cada vez mais rentável e sustentável. A pesquisa é de cunho qualitativo, do tipo exploratória, e aborda quatro diferentes perspectivas do setor cafeeiro. Primeiramente, analisa-se a força de mercado, força macroeconômica e força da indústria, baseando-se em dados secundários. Em seguida, são apontadas as tendências principais do setor para 2020, a partir de entrevistas com especialistas do setor cafeeiro representando áreas distintas. O método utilizado foi entrevista via roteiro semiestruturado. Conclui-se que, na força de mercado, é necessário um aumento na produtividade das lavouras brasileiras, pela oportunidade de abastecer o mercado consumidor de café crescente. Na força macroeconômica, o aumento dos custos de produção e a continuação na volatilidade dos preços provoca uma pressão para a agregação de valor no café e, consequentemente, a possibilidade de acordos bilaterais entre nações a longo prazo. Analisando a força da indústria, percebe-se uma estrutura altamente concentrada. A conduta das principais torrefadoras presentes em território brasileiro está direcionada para ações em marketshare, sustentabilidade e monodoses. Os fatores inovação, qualidade e sustentabilidade são colocados como críticos para o desempenho da indústria cafeeira na atualidade. Ainda conclui-se, por fim, que as tendências principais na área tecnológica serão novas variedades de café, investimento em processos de colheita mecanizada e pós-colheita. Na área econômica será o aumento de área plantada de robusta no mundo e agregação de valor a partir dos cafés especiais. No segmento social, os principais apontamentos são para um posicionamento mais eficiente do marketing do café brasileiro no exterior, um maior número de fazendas certificadas e crescimento do consumo de monodoses.
The agroindustrial chain of coffee is characterized especially by the dynamism and complexity.The increased uncertainty in the global commodities market combined with lack of holistic studies covering several points of the agribusiness coffee chain, appear as motivating factors for the development of large and strategic business models.In this sense, the objective in this study was to characterize and evaluate the intervening forces in generating business models for the coffee sector.For the ‘players’ in the chain connected to the productive sector; they are producers, roasters, cooperatives, exporters; the work is justified for providing analyzes that enable better performance in the activity.Such information will be useful for including political authorities, assisting in the formulation or reformulation of projects in the sector, with the focus on making the activity increasingly profitable and sustainable.The research is from qualitative nature and exploratory type, and approach four different perspectives of the coffee sector.First, it is analyze the force of market, macroeconomic, and industry, based on secondary data.Then, the sector main trends are pointed for 2020, based on interviews with coffee industry experts representing different areas.The method used was interview via semi-structured script.In conclusion, the market force, it is necessary an increase in productivity of farming in Brazil, by the opportunity to supply the growth coffee consumer market.On the macroeconomic force, the increase in production costs and the continued volatility of prices causes a pressure to the value added in coffee and, consequently, the possibility of bilateral agreements among nations to long-term.Analyzing the industry force, it sees a highly concentrated structure. The conduct of the major roasters present in Brazil is directed to actions in marketshare, sustainability and single doses. Factors innovation, quality and sustainability are placed as critical to the performance of the coffee industry today. It is conclude, finally, that the main trends in technology will be new varieties of coffee, investment in mechanized harvesting processes and post-harvest. In the economic area will be increased area planted of robusta coffee in the world and added value from specialty coffees. In the social segment, the main notes are the most efficient positioning of Brazilian coffee marketing abroad, a greater number of certified farms and growth of single doses consumption.
Description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Administração, área de concentração em Gestão Estratégica, Marketing e Inovação, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9461
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DAE - Administração - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO_O café brasileiro um panorama do setor e suas tendências para 2020.pdf1.71 MBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback