Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCA - Departamento de Ciência dos Alimentos >
DCA - Artigos publicados em periódicos >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9717

Título: Ação fungitóxica do óleo essencial de Tanaecium nocturnum (Barb. Rodr.) Bur. e K. Shum sobre o Aspergillus flavus isolado da castanha-do-Brasil (Bertholletia excelsa)
Título Alternativo: Fungitoxic action of the essential oil of Tanaecium nocturnum (Barb. Rodr.) Bur. and K. Shum on Aspergillus flavus isolated from the Brazil nut (Bertholletia excelsa)
Autor(es): Pimentel, Flávio Araújo
Cardoso, Maria das Graças
Batista, Luis Roberto
Guimarães, Luiz Gustavo de Lima
Silva, Daiani Maria
Assunto: Essential oil
Fungitoxic action
Tanaecium nocturnum
Aspergillus flavus
Bertholletia excelsa
Óleo essencial
Ação fungitóxica
Publicador: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Data de publicação: 4-Ago-2009
Referência: PIMENTEL, F. A. et al. Ação fungitóxica do óleo essencial de Tanaecium nocturnum (Barb. Rodr.) Bur. e K. Shum sobre Aspergillus flavus isolado da castanha-do-Brasil. Acta Amazonica, Manaus, v. 40, n. 1, p. 213-220, mar. 2010.
Resumo: Neste trabalho, avaliou-se a capacidade fungitóxica do óleo essencial de folhas frescas de Tanaecium nocturnum sobre o Aspergillus flavus isolado da castanha-do-brasil, por meio das técnicas de contato e fumigação. Pelos resultados dos bioensaios realizados até 10 dias de incubação, verificou-se que a inibição total do crescimento micelial ocorreu quando se utilizou o óleo essencial nas concentrações de 782 ppm (técnica de contato) e 1000 ppm (técnica de fumigação). Em ambas as técnicas, o óleo essencial inibiu a esporulação a partir da concentração de 500 ppm. Observou-se que nos cinco primeiros dias de incubação não houve diferença significativa nos resultados apresentados pelas duas técnicas estudadas, havendo a partir daí uma redução da atividade do óleo essencial nas concentrações inferiores a 1000 ppm pelo teste de fumigação. A ação fungitóxica do óleo essencial sobre o microrganismo estudado pode ser atribuída à presença do benzaldeído (composto majoritário do óleo essencial estudado), em associação com outros compostos também presentes nesse óleo essencial, tais como; álcool benzílico, benzoato de benzila e mandelonitrila.
Abstract: The present work sought to evaluate the fungitoxic activity of the essential oil from fresh Tanaecium nocturnum fresh leaves on Aspergillus flavus isolated from Brazil nuts, using contact and fumigation techniques. The results of bioassays performed up to 10 days of incubation demonstrated that total inhibition of mycelial growth occurred when using the essential oil at concentrations of 782 ppm (contact technique) and 1000 ppm (fumigation technique). In both techniques, the essential oil inhibited the formation of spores at the concentration of 500 ppm. No significant difference in the results presented by the two techniques was observed in the first five days of incubation. After this period, the essential oil showed a reduction in activity at concentrations lower than 1000 ppm in the fumigation test. The fungitoxic activity of the essential oil on the organism studied can be attributed to the presence of benzaldehyde (major component of the essential oil), in combination with other compounds also present in this oil, such as, benzyl alcohol, benzyl benzoate and mandelonitrila.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9717
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DCA - Artigos publicados em periódicos

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
ARTIGO_Ação fungitóxica do óleo essencial de Tanaecium nocturnum (Barb. Rodr.) Bur. e K. Shum sobre Aspergillu.pdf328,74 kBAdobe PDFVer/abrir

Este item está licenciado com Licença Creative Commons
Creative Commons

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback