Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DEG - Departamento de Engenharia >
DEG - Programa de Pós-graduação >
DEG - Recursos Hídricos em Sistemas Agrícolas - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9816

Título: Índice de área foliar, coeficiente de cultura e produtividade de cafeeiro fertirrigado
Autor(es): Sant'Ana, José Antonio do Vale
Orientador: Colombo, Alberto
Membro da banca: Coelho, Gilberto
Membro da banca: Assis, Gleice Aparecida de
Membro da banca: Scalco, Myriane Stella
Membro da banca: Guimarães, Paulo Tácito Gontijo
Assunto: Coffea Arábica L.
Adubação
Irrigação
Irrigation
Data de Defesa: 6-Fev-2015
Data de publicação: 25-Ago-2015
Agência de Fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: SANT’ANA, J. A. do V. Índice de área foliar, coeficiente de cultura e produtividade de cafeeiro fertirrigado. 2015. 144 p. Tese (Doutorado em Recursos Hídricos em Sistemas Agrícolas)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2015.
Resumo: O presente estudo teve como objetivo monitorar evolução do índice de área foliar, do coeficiente de cultura único (Kc) e da produtividade média do cafeeiro arábica e da concentração dos íons NO3- e K+ no extrato saturado do solo de lavouras irrigadas de café em função de diferentes doses e formas de parcelamento da adubação nitrogenada e potássica. Estes parâmetros foram avaliados em parcelas recebendo cinco doses de adubação (30%, 80%, 130%, 180% e 230% da recomendação de N e K2O para a cultura do café não irrigado em Minas Gerais), em duas formas de parcelamento (quatro aplicações em Nov., Dez., Jan. e Fev. e doze aplicações mensais). O experimento foi conduzido na área experimental da Universidade Federal de Lavras, em Lavras MG, com cafeeiros da variedade Catiguá MG-3, que foram plantados, em maio de 2007, no espaçamento de 2,5 x 0,6 metros. As fontes de N e K2O utilizadas foram: ureia pecuária (45% de N) e nitrato de potássio (13% de N e 44% de K2O). A evolução temporal do índice de área foliar do cafeeiro ajustou-se bem ao modelo Logístico e ao modelo de Gompertz. O índice de área foliar e a produtividade média, das safras de 2010, 2011, 2012 e 2013, não foram influenciados pelas formas de parcelamentos (quatro e doze aplicações/ano). O modelo de Mitscherlich foi o que melhor descreveu a relação entre a produtividade média do cafeeiro e as doses da adubação nitrogenada e potássica. Doses de adubação nitrogenada e potássica menores que 80% do recomendado para plantas não irrigadas restringiram o crescimento e a produtividade do cafeeiro em lavouras irrigadas. Ao longo deste estudo, o cafeeiro arábica, cultivar Catiguá MG-3, irrigado por gotejamento, apresentou valores Kc variando entre 0,21 e 0,80, com um valor médio de 0,57. No geral, ao longo do período avaliado. O monitoramento das concentrações de NO3- e K+ no extrato saturado indicou uma grande variabilidade, no entanto, no parcelamento com 12 aplicações anuais, foi observada uma maior estabilidade temporal. No parcelamento com quatro aplicações anuais, no período das chuvas, ocorreu maior lixiviação de NO3- e K+.
Abstract: This study aimed at monitoring the time evolution of coffee plant leaf area index; of coffee plant single crop coefficient (Kc); of average coffee bean yield evolution; and of NO3- and K+ ions concentration at the saturated soil extract on irrigated coffee plantations subjected to different splitting applications strategies of different nitrogen and potassium fertilization rates. Five application rates (30%, 80%, 130%, 180% and 230% of the recommended amount of N and K2O for non-irrigated coffee plants growing in the Minas Gerais region), and two splitting application strategies (four applications on Nov, Dec, Jan and Feb, and 12 monthly applications) were evaluated. The experiment was conducted at an experimental area of the Universidade Federal de Lavras, in Lavras, Minas Gerais, where coffee plants, Catiguá MG-3 cv, were transplanted on May 2007, in a 2.5 x 0.6 meters spacing. Livestock urea (45% N) and potassium nitrate (13% N and 44% K2O) were used as sources of N and K2O. The Logistic and Gompertz models showed good adjustments on describing the time evolution of coffee leaf area index. The time evolution of coffee plant leaf area index and the time evolution of average coffee bean yield, for the 2010, 2011, 2012, and 2013 harvests, were not affected by the two evaluated splitting application strategies. The relationship among average coffee bean yield and nitrogen and potassium fertilizer rates was best described by the Mistcherlich model. Restrictions on both coffee plants growth and coffee bean yield were observed on the plots receiving potassium and nitrogen fertilizer rates lower than 80% of the recommended amount. The single crop coefficient for the drip irrigated Catiguá MG-3 cv. coffee plots ranged from a minimum value of 0.21 to a maximum value of 0.80, with an average Kc value of 0.57. In a general way, the time evolution of NO3- and K+ ions concentration in the saturated soil extract showed a high variability in time, although, under the 12 monthly applications splitting application strategy a greater temporal stability was observed. Higher levels of NO3- and K+ leaching were observed on the plots receiving only four applications of nitrogen and potassium fertilizers.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9816
Idioma: por
Aparece nas coleções: DEG - Recursos Hídricos em Sistemas Agrícolas - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Índice de área foliar, coeficiente de cultura e produtividade de.pdf1,85 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback