Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DZO - Departamento de Zootecnia >
DZO - Programa de Pós-graduação >
DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/993

Título: Uso de uma alfa-amilase exógena em rações de frangos de corte
Autor(es): Oliveira, Henrique Braga
Orientador: Bertechini, Antônio Gilberto
Coorientador(es): Fassani, Édison José
Membro da banca: Gomes, Fábio Augusto
Brito, Jerônimo Ávito
Mazzuco, Helenice
Área de concentração: Nutrição de Monogástricos
Assunto: Lipe®
Óxido crômico
Energia metabolizável
Energia digestível
Chromic oxide
Metabolizable energy
Digestible energy
Data de Defesa: 24-Fev-2012
Data de publicação: 2013
Agência de Fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ)
Referência: OLIVEIRA, H. B. Uso de uma alfa-amilase exógena em rações de frangos de corte. 2012. 42 p. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
Resumo: O presente trabalho teve como objetivo, estudar níveis de suplementação de uma alfa-amilase exógena em rações para frangos de corte e, ao mesmo tempo, foram comparar dois indicadores na determinação da energia de dietas. O experimento foi dividido em duas avaliações paralelas, sendo uma de desempenho e uma de metabolismo. No ensaio de desempenho foram utilizados 1700 pintos Cobb-500 machos distribuídos em 50 parcelas experimentais, sendo avaliados cinco tratamentos com dez repetições em DIC (delineamento inteiramente casualizado). Os tratamentos foram: um controle positivo (CP), um controle negativo (CN) e três níveis de suplementação da alfa-amilase 200, 400 e 600g/t, sendo que o CN foi formulado com 50 e 90 kcal de redução de energia em relação ao CP para as fases de 1 a 21 dias e 22 a 42 dias, respectivamente. No ensaio de metabolismo foram utilizadas 90 aves para a fase de 35 a 42 dias de idade e os tratamentos os mesmos do ensaio de desempenho, com seis repetições por tratamento em DIC. Todas as rações do metabolismo continham os indicadores, Lipe® a 0,05% e 1,0% de Óxido Crômico (Cr2O3). No período de 1 a 21 dias, não foram observadas diferenças significativas (P>0,05) no GP (ganho de peso) , porém, foi verificado maior CR (consumo de ração) (P<0,05) com o uso de 200ppm da enzima e melhor CA (conversão alimentar) (P<0,05) com o CP. De 22 a 42 dias não foram observados efeitos significativos (P>0,05) sobre o GP, porém, menor CR e melhor CA (P<0,05) para o tratamento CP. Na fase de 1 a 42 dias não foram observadas diferenças significativas (P>0,05) sobre GP, porém, menor CR e melhor CA (P<0,05) para o tratamento CP. A EMAn (energia metabolizável corrigida para balanço de nitrogênio) determinada com o uso da coleta total reafirmou os valores calculados para o CP e CN com dados intermediários com o uso da enzima (200, 400 e 600ppm). Comparando coleta total com o uso do Lipe® e Cr2O3, observou-se uma correlação apenas para os resultados do CP que foram sempre maiores e os resultados do CN sempre menores para as três metodologias. Para a EDI (energia digestível ileal) determinada pelo Cr2O3, foi observada diferença significativa (P<0,05), tendo apresentado valores superiores no tratamento CP e valores inferiores no CN. Na determinação pelo Lipe® foi observado efeito significativo (P<0,05) apresentando valor superior no tratamento CP. Conclui-se que nas avaliações de metabolismo a alfa-amilase testada foi efetiva em incrementar EM, no entanto, não o suficiente para equivaler a EM do CP, resultado que foi melhor expresso nas metodologias de coleta total, EMAn pelo Lipe® e na EDI pelo Lipe®, os resultados de desempenho refletiram a superioridade do CP apontando a limitação da enzima em suprir o déficit energético praticado neste trabalho.
The present work had as objective to study supplementation levels of an exogenous alpha-amylase in diets for broilers and at the same time were compare two indicators in determining the energy diets. The experiment was divided into two parallel evaluations, and a performance and other metabolism. In the performance test were used 1700 males chicks Cobb-500 distributed in 50 experimental plots and evaluated five treatments with ten replicates in CRD (completely randomized design). The treatments were: a positive control (PC), a negative control (NC) and three supplementation levels of alpha-amylase 200, 400 and 600g /t, and the NC was formulated with 50 and 90 kcal of energy reduction in PC relation to the phases 1 to 21 days and 22 to 42 days, respectively. In the metabolism trial were used 90 birds to stage of 35 to 42 days old and the treatments the same test performance, with six replicates per treatment in CRD. All diets contained the metabolic indicators, Lipe® 0.05% and 1.0% Chromic oxide (Cr2O3). In the period 1 to 21 days were not observed significant differences (P>0.05) in WG, however, FI was found higher (P<0.05) using the enzyme 200ppm and better FC (P<0.05) with the PC. From 22 to 42 days were not observed significant differences (P>0.05) on the WG, however, smaller FI and better FC (P<0.05) for PC treatment. From stage 1 to 42 days were not observed significant differences (P>0.05) on the WG, but lower FI and better FC (P<0.05) for PC treatment. The AMEn determined using the total collection reaffirmed the values calculated for the PC and NC with intermediate data and the enzyme use (200, 400 and 600ppm). Comparing total collection with the use of Lipe® and Cr2O3, a correlation was observed only for the results of PC that were always bigger and the results of the NC always lower for the three methodologies. For IDE determined by Cr2O3 was observed significant differences (P<0.05), and presented higher values in the treatment PC and lower values in the NC. In determining by Lipe® was observed significant effect (P<0.05) showing higher value in the PC treatment. It is concluded that the assessments of metabolism alpha-amylase tested was effective in increasing ME, however, not enough to be equivalent the ME of PC, resulting that was better expressed in the total collection methodologies, AMEn by Lipe® and in IDE by Lipe®, the performance results reflect the superiority of PC pointing enzyme limitation in supplying the energy deficit practiced in this work.
Informações adicionais: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, área de concentração em Nutrição de Monogástricos, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/993
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Uso de uma alfa-amilase exógena em rações de frangos de corte.pdf217,82 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback