Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12587
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorSilva, Maurélio Corrêa da-
dc.date.accessioned2017-03-29T12:50:50Z-
dc.date.available2017-03-29T12:50:50Z-
dc.date.issued2017-03-29-
dc.date.submitted1983-
dc.identifier.citationSILVA, M. C. da. Analise econômica e comercialização da produção dos pequenos proprietários rurais do município de Nova Resende, Estado de Minas Gerais. 1983. 63 p. Dissertação (Mestrado em Administração Rural)-Escola Superior de Agricultura de Lavras, Lavras, 1983.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12587-
dc.descriptionEsta dissertação/tese está disponível online com base na Resolução CEPE nº 090, de 24 de março de 2015, disponível em http://www.biblioteca.ufla.br/wordpress/wp-content/uploads/res090-2015.pdf, que dispõe sobre a disponibilização da coleção retrospectiva de teses e dissertações online no Repositório Institucional da UFLA, sem autorização prévia dos autores. Parágrafo Único. Caberá ao autor ou orientador a solicitação de restrição quanto à divulgação de teses e dissertações com pedidos de patente ou qualquer embargo similar. Art. 5º A obra depositada no RIUFLA que tenha direitos autorais externos à Universidade Federal de Lavras poderá ser removida mediante solicitação por escrito, exclusivamente do autor, encaminhada à Comissão Técnica da Biblioteca Universitária./ Arquivo gerado por meio da digitalização de material impresso. Alguns caracteres podem ter sido reconhecidos erroneamente.-
dc.description.abstractThe objective of the present study was to determine and to analyse the production cost structure of small landowners in the município of Nova Resende, state of Minas Gerais, seeking to identify the relationships between returns from production and market channels. The data are from the Integrated Rural Development ProjectMC-II, "Programa Estadual de Promoção de Pequenos Proprietários Ru rais de Minas Gerais", and concern to the 1980/81 agricultural year. The selected products were corn, beans and rice; this choice was based on frequency of cultivation. The results have shown that among small landowners those with less amount of land presented higher factor productivity. Costs of production were high, being labor the most expensive item for variable costs; as for fixed costs, land and buildings were those with the highest participation. Incomes obtained from the three products were sufficient í to cover only average variable costs, except for strata I and II of rice. This fact seems to indicate that if the same results are obtained over the years, those producers will have to give up their activities. Incomes were higher than average operating costs, except for the stratum I and II from the rice producers"* group, pointing to the existence of positive residuals. This result may explain the reason for small landowners' permanence in agricultural activities even without economic advantages. The break-even-points found for the three products were he following: corn, 94.65 sacks per property; beans, 11.31 sacks per property; and rice, 338.34 sacks per property. This fact shows tihat producers obtained a better economic result with bean produçtion because with this product 40% of the producers reached the break-even-point agaisnt 23.91% for corn producers. For rice, no np of the small producers reached that point. Most of the production were directed to self-consumption as bellings reached the following percentages for the products stu dLed: corn (12.80%), beans (31.42%), and rice (0.25%). The main buyers were wholesalers, retailers, movable purchasers, and neigh bbrs and ali sellings were accomplished in the property. The re sults suggest a positive relationship between market and small landowners' incomes: they obtained better economic result from those products with the highest percentage of trade and the greatest number of producers participating on the sellings.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Lavraspt_BR
dc.rightsacesso abertopt_BR
dc.subjectPequeno produtorpt_BR
dc.subjectProduçãopt_BR
dc.subjectComercializaçãopt_BR
dc.subjectEconomia agrícolapt_BR
dc.subjectNova Resendept_BR
dc.subjectMinas Geraispt_BR
dc.titleAnalise econômica e comercialização da produção dos pequenos proprietários rurais do município de Nova Resende, Estado de Minas Geraispt_BR
dc.typedissertaçãopt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Administraçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFLApt_BR
dc.publisher.countrybrasilpt_BR
dc.contributor.advisor1Reis, Antônio João dos-
dc.contributor.referee1Reis, Ricardo Pereira-
dc.contributor.referee2Morais, Vander Azevedo-
dc.description.resumoO presente trabalho teve como objetivo determinar e analisar a estrutura de custos de produção dos pequenos proprietários rurais no município de Nova Resende, Estado de Minas Gerais, pro curando identificar relações entre rendas obtidas com a produção e os canais de mercado. Os dados fazem parte do PDR1-MG-II, Programa de Desenvolvimento Rural Integrado - Programa Estadual de Promoção dos Peque nos Proprietários Rurais de Minas Gerais, e referem-se ao ano agrícola 1980/81. Os produtos selecionados foram o milho, feijão e arroz, sendo que a escolha foi baseada na maior freqüência de cultivo . Os resultados mostraram que entre os pequenos proprietários rurais, aqueles que possuem menor extensão de terra apresentaram maior produtividade do fator. Os custos de produção apresentaram-se elevados, sendo que o item mão-de-obra foi o que mais onerou os custos variáveis, enquanto que terra e benfeitorias foram os que tiveram maior participação nos custos fixos. As rendas obtidas com os três produtos foram suficientes apenas para cobrir os custos variáveis médios, com exceção dos estratos I e II do arroz, indicando que a persistir os mesmos resultados ao longo dos anos, estes produtores terão que abandonar as atividades. As rendas apresentaram-se superiores aos custos operacionais médios, com exceção do estrato I e II da cultura do arroz, indicando a existência de resíduos positivos. Este fato pode explicar o porque dos pequenos proprietários rurais continuarem com as atividades agrícolas mesmo não apresentando vantagens econômicas. Os pontos de nivelamento encontrados para os três produtos foram os seguintes: milho, 94,65 sacos por propriedade, feijão 11,31 sacos por propriedade e arroz 338,31 sacos por propriedade. Este resultado mostra que os produtores obtiver a melhor resultado econômico com a cultura do feijão, pois com este produto, 40% dos produtores atingiram o ponto de nivelamento, vindo a seguir o milho com 23,91% dos produtores, sendo que nenhum dos pequenos agricultores atingiu aquele ponto com a cultura do arroz. A maior parte da produção foi destinada ao auto-consumo, tendo as vendas alcançado os seguintes percentuais para os três produtos estudados: milho (12,80%), feijão (31,42%) e arroz (0,25%). Os principais compradores foram os atacadistas, varejistas, compradores ambulantes e vizinhos, tendo todas as vendas sido realizadas na propriedade. Os resultados sugerem a existência de um relacionamento positivo entre o mercado e as rendas dos pequenos proprietários rurais, pois foi com os produtos que apresentaram maior percentagem de comercialização, e do qual o maior número de produtores participou das vendas, que os pequenos proprietários rurais obtiveram melhor resultado econômico.pt_BR
dc.publisher.departmentDepartamento de Administração e Economiapt_BR
dc.subject.cnpqAdministração Ruralpt_BR
Appears in Collections:DAE - Administração - Mestrado (Dissertações)



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.