Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/15398
Título: Efeitos da rustificação em mudas de eucalipto na tolerância ao déficit hídrico
Título(s) alternativo(s): Hardening effects on eucalypt seedlings in tolerance to the water deficit
Autor : Alves, Patrick Callegari Magnani Santos
Primeiro orientador: José, Anderson Cleiton
Primeiro membro da banca: Brondani, Gilvano Ebling
Segundo membro da banca: Melo, Lucas Amaral de
Terceiro membro da banca: Nery, Fernanda Carlota
Quarto membro da banca: Vieira, Carlos Vinicio
Palavras-chave: Eucalipto – Rustificação
Estresse hídrico
Eucalyptus – Harding
Water stress
Data da publicação: 15-Set-2017
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (CAPES)
Referência: ALVES, P. C. M. S. Efeitos da rustificação em mudas de eucalipto na tolerância ao déficit hídrico. 2017. 122 p. Tese (Doutorado em Biotecnologia Vegetal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2017.
Resumo: A prática de rustificação induz modificações em diferentes tecidos e para o enfrentamento de condições de déficit hídrico. Nesse processo a planta modifica sua resposta moleculares propiciando proteção as alterações ambientais. Objetivou-se com esse trabalho analisar respostas fisiológicas e moleculares do eucalipto urograndis na rustificação e comparar a resposta das mudas ao estresse hídrico. A rustificação foi realizada no período de 30 dias e parâmetros fisiológicos e moleculares foram analisados bem como no experimento de estresse hídrico que durou 14 dias. Durante a rustificação, o potencial hídrico foliar (Ψw) diminuiu com média entre os potenciais mínimo e máximo dos tratamentos de -0,23 MPa no primeiro dia para -0,48 MPa no último. Mudas apresentaram diferenças significativas (p<0,001) entre os tratamentos para clorofila total com as não rustificadas obtendo quantidade superiores. a Fotossíntese (A), carbono intercelular (Ci) e condutância estomática (gs) variou significativamente entre os tratamentos (p<0,05). Nos aspectos moleculares, as enzimas SOD, CAT e MDHAR aumentaram a atividade indicando aumento de espécies reativas de oxigênio (EROs). Nas análises anatômicas do parênquima radial externo ao xilema verificou-se acúmulo de células coradas com lugol nas mudas em rustificação. Mudas rustificadas e não rustificadas quando submetidas ao déficit hídrico apresentaram resposta diferenciada quanto a fotossíntese (A), condutância estomática (gs), transpiração (E) e carbono intercelular (Ci). Mudas não rustificadas apresentaram maior porcentagem em murcha ao longo dos 14 dias, atingindo 100% sendo desses 56% em ponto de murcha aparente e 44% em murcha permanente, enquanto que as mudas rustificadas apresentaram 62% em murcha, dos quais 42% em murcha aparente e 20% em murcha permanente e 38% sem sintoma de murcha. Conclui-se que a rustificação altera as respostas fisiológicas e moleculares das mudas e essas modificações estão associadas com a resposta positiva das mudas aclimatadas a condições de estresse impostas pelo déficit hídrico.
Abstract: Hardening is important due it induces modifications in different tissues and consequently to the confrontation of water deficit. During this process plant modifies responses at molecular and physiological levels. The objective of this work was to analyze the physiological and molecular responses of eucalipt urograndis submitted to hardening and compare the responses of hardened and non-hardened seedlings subjected to water stress. The hardening was carried out in the period of 31 days. Physiological and molecular parameters were analyzed, during hardening and water stress experiment which as carried out after seedling hardening and lasted 14 days. During hardening it was observed that leaf water potential (Ψw) decreased with mean between the minimum and maximum potentials ranging from -0.23 MPa on the first day to -0.48 MPa in the latter. It was observed significant differences (p <0.001) among the treatments for total chlorophyll where non-hardened seedlings showed higher chlorophyll content. Photosynthesis (Ft), internal carbon (Ci) and stomatal conductance (Gs) showed significant differences between treatments (p <0.05). Increase in the activity of the enzimes SOD, CAT e MDHAR was observed indicating an increase in the leaves of reactive oxigen species (ROS). In the anatomical analyzes of the radial parenchyma external to the xylem, it is possible to verify an increase in the number of cells stained with lugol in seedlings during hardening. Hardened seedlings and non-hardened when submitted to water deficit showed a different response to photosynthesis and stomatal conductance. Non-hardened seedlings presented a higher percentage of seedlings showing wilting symptoms at 14 days (100%) of which 69% presented apparent wilting and 31% of permanent wilting. Hardened seedlings presented 20% without wilting, 52% of apparent wilting and 28% of permanent wilting. It is concluded that hardening changes the physiological and molecular responses of the seedlings and these modifications are associated with the positive response of the acclimated seedlings to stress conditions imposed by the water deficit.
URI: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/15398
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:PPBV - Biotecnologia Vegetal - Doutorado (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE_Efeitos da rustificação em mudas de eucalipto na tolerância ao déficit hídrico.pdf1,94 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.