Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/15404
Título: O imaginário das águas, eros e a criança
Autor : Andrade, Cláudia Maria Ribeiro
Primeiro orientador: Camargo, Ana Maria Faccioli de
Palavras-chave: Infância
Crianças - Erotismo
Imaginário
Crianças Sexo (Psicologia)
Data da publicação: 18-Set-2017
Referência: ANDRADE, C. M. R. O imaginário das águas, eros e a criança. 2001. 218 p. Tese (Doutorado em Educação)-Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2001.
Resumo: Ao mergulhar no Imaginário das Águas - nas representações, nas crenças e nos desejos, borbulhantes na cultura ocidental, problematizei o enigma que se constitui o desejo erótico da criança. As águas persistem na imaginação das pessoas e perpassam temas tais como fonte de vida, meio de purificação, centro de regenerescência; sagrado e profano, pureza e impureza, agitação e calmaria, prazer e mortificação, feminino e masculino, úmido e seco, vida e morte, criação e destruição. Estes são temas pertinentes à História das Civilizações e das Religiões, à Lingüística, à Antropologia, à Psicologia, à Medicina, dentre outras, que buscam estudaras estruturas do imaginário. Na dinâmica da intertextualidade constituí um itinerário temático que nomeia os capítulos da tese: Polifonia de Sentidos. O Mito de Proteu; Purificação; Os Banhos; Água - Cúmplice no Aprendizado Erótico do Corpo; Crianceria; Iniciação; O Imaginário das Águas e o Enigma da Sexualidade da Criança. Para compor esse itinerário entreteci as idéias do filósofo Bachelard e vários textos acadêmicos contendo contribuições de historiadores, de estudiosos da infância, de mitos, e obras de pintores; também filmes que trazem personagens/crianças e seus desejos eróticos e depoimentos de adolescentes e adultos recordando sua proximidade com a águana infância. O adulto ainda exercitaa violênciade um poderoso olhar diante do desejo erótico da criança que dribla esse poderconstituindo suas linhas de fuga. A proximidade com a água pode favorecer o olhar da criança para si mesma e para o outro, facilitando suas descobertas sexuais, propiciando brincadeiras e prazer sensual.
Abstract: By diving intothe Waters ofthe Imaginary - representations, beliefs, and desires, bubbling around the western culture, I questioned the enigma that forms the child erotic desire. The waterskeep on the people's imaginary and go by themes such as the water being the source oflife, a form ofpurification, regenerative center; sacred and profane, purity and impurity, tunnoil and lull, pleasure and mortification, feminine and masculine, damp and dry, life and death, creation and destruction. These are themes concerning to the History ofCivilizations and Religions, Linguistics, Anthropology, Psychology, Medicine, among others, that seekto studythe structures ofthe imaginary. The dynamic ofinterweaving texts forms the thematic itinerary that names the thesis chapters: Polyphony ofthe Senses. The Myth ofProteus; Purification; The Baths; Water - Accomplice in the Erotic Learning ofthe Body; Childhood; Initiation, the Imaginaryofthe Waters and the Enigma ofChild Sexuality. To compose this itinerary I interwove the ideas ofphüosopher Bachelard and various academic texts including contributions from historians, studious ofthe infant period, myths, and painters' work of art; as well as films that bring along child/characters and their erotic desires, and depositions of adolescents and adults recollecting their nearnessto water duringchildhood. The adult still exercises the violence ofa powerful look before the erotic desire ofthe child that dribbles this power by buildingup its routes ofescape. The nearnessto the water might favor the look ofthe child at itselfand the other, making easier its sexual findings, propitiatinglark and sensualpleasure.
metadata.teses.dc.description: Dissertação defendida pela professora Cláudia Maria Ribeiro Andrade, do Departamento de Educação da UFLA, na Universidade Estadual de Campinas.
Esta dissertação/tese está disponível online com base na Resolução CEPE nº 090, de 24 de março de 2015, disponível em http://www.biblioteca.ufla.br/wordpress/wp-content/uploads/res090-2015.pdf, que dispõe sobre a disponibilização da coleção retrospectiva de teses e dissertações online no Repositório Institucional da UFLA, sem autorização prévia dos autores. Parágrafo Único. Caberá ao autor ou orientador a solicitação de restrição quanto à divulgação de teses e dissertações com pedidos de patente ou qualquer embargo similar. Art. 5º A obra depositada no RIUFLA que tenha direitos autorais externos à Universidade Federal de Lavras poderá ser removida mediante solicitação por escrito, exclusivamente do autor, encaminhada à Comissão Técnica da Biblioteca Universitária./ Arquivo gerado por meio da digitalização de material impresso. Alguns caracteres podem ter sido reconhecidos erroneamente.
URI: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/15404
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DAE - Administração - Doutorado (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE_O imaginário das águas, eros e a criança.pdf26,53 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.