Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/15603
Título: Híbridos experimentais de pimentão com frutos graúdos para cultivo em campo e em estufa
Título(s) alternativo(s): Large fruited sweet pepper hybrids for open field and protected cultivation
Autor : Vaz, Gustavo Henrique Branco
Lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K8109661D0
Primeiro orientador: Maluf, Wilson Roberto
Primeiro membro da banca: Resende, Juliano Tadeu Vilela de
Segundo membro da banca: Gonçalves, Luciano Donizete
Palavras-chave: Pimentão – Produtividade – Aspectos genéticos
Pimentão – Resistência à doenças e pragas – Aspectos genéticos
Bell pepper – Productivity – Genetics aspects
Bell pepper – Disease and pest resistence – Genetics aspects
Capsicum annuum
Phytophthora capsici
Meloidogyne incognita
Data da publicação: 30-Out-2017
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (CAPES)
Referência: VAZ, G. H. B. Híbridos experimentais de pimentão com frutos graúdos para cultivo em campo e em estufa. 2017. 76 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia/Fitotecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2017.
Resumo: Objetivou-se identificar híbridos experimentais de pimentão competitivos para o segmento estufa e campo, em termos de produtividade, tamanho maior de fruto e resistência a doenças potencialmente igual ou mais ampla do que a existente nas atuais cultivares disponíveis, particularmente em relação aos patógenos de solo Phytophthora capsici e Meloidogyne incognita. Foram realizados dois ensaios independentes em estufas na área experimental da empresa HortiAgro Sementes S.A. No primeiro ensaio utilizou-se o delineamento em blocos aumentados com três repetições. Noventa e dois genótipos de pimentão constituíram os tratamentos. Destes, 17 corresponderam aos tratamentos comuns, repetidos nos diferentes blocos, representados pelas testemunhas comerciais Mallorca, Dahra R, Dahra RX, Maestro, Melina, Cida R, Beti R, Rubia R, Timor e Magali R e sete híbridos experimentais. Como tratamentos regulares foram avaliados 75 híbridos experimentais distribuídos entre os blocos, dos quais dez foram tidos como adicionais. Foram aferidos produção total de frutos, massa média de fruto, produção precoce, relação comprimento/diâmetro, seção longitudinal, profundidade de inserção do pedúnculo, espessura do pericarpo, número de lóculos por fruto e altura de inserção do primeiro fruto. Utilizou-se como padrão de comparação de híbrido comercial de seção tendendo a retangular Rubia R e de seção cônica, o híbrido Dahra R, padrões de mercado para cultivo em estufa e campo, respectivamente. Quinze híbridos experimentais foram, então, selecionados por apresentarem elevada produtividade e massa média de fruto, além de bons atributos dos frutos específicos para cada segmento. No segundo ensaio utilizou-se delineamento em blocos casualizados com seis repetições, com cinco testemunhas comerciais (Mallorca, Dahra, Dahra RX, Beti R e Rubia R) e os 15 híbridos experimentais selecionados no primeiro ensaio. Com exceção da produtividade precoce, foram avaliadas as mesmas características do primeiro ensaio. Considerando as médias dos dois ensaios, destacaram-se os híbridos experimentais de seção retangular PIM-HE-181 e PIM-HE-211, com altas médias de produtividade total (52,22 t.ha-1 e 49,79 t.ha-1, respectivamente) e massa média de frutos (178,57 g.fruto-1 e 162,08 g.fruto-1, respectivamente), além de apresentarem resistência a Phytophthora capsici e PepYMV, com base na reação resistência das linhagens parentais. Por ser genitora materna comum aos híbridos anteriores de destaque, a linhagem PIX-053D-05-02-1-03 destacou-se pela boa capacidade de combinação. Como híbridos de seção cônica destacaram-se PIM-HE-197 e PIM-HE-152, com médias para a produtividade total de 57,20 t.ha-1 e 51,89 t.ha-1, respectivamente e 166,33 g.fruto-1e 180,25 g.fruto-1, respectivamente, para massa média de frutos, além de resistência ao Pepper Yellow Mosaic Virus (PepYMV) e M. incognita, presumida com base na genealogia de suas linhagens parentais. Assim, estes híbridos mostraram-se competitivos em relação aos atuais materiais disponíveis no mercado.
Abstract: This study’s objective was to identify competitive new sweet peppers hybrids for both greenhouse and field segments, in terms of productivity, larger fruit size and resistance to diseases potentially equal to or broader than those existing in the present hybrids, particularly in relation to soil pathogens Phytophthora capsici and Meloidogyne incognita. Two independent greenhouse experiments were carried out in the experimental area of the HortiAgro Sementes S. A. seed company. The first trial was set up in an augmented block design with three replications. Ninety-two sweet pepper genotypes were the treatments. Of these, seventeen corresponded to the common treatments, repeated in the different blocks, represented by the commercial samplers Mallorca, Dahra R, Dahra RX, Maestro, Melina, Cida R, Beti R, Rubia R, Timor and Magali R and seven experimental hybrids. As regular treatments, seventy-five experimental hybrids distributed among the blocks were evaluated, of which ten were considered as additional. Total fruit yield, average mass, early yield, fruit length/diameter ratio, longitudinal section shape, peduncle insertion depth, pericarp thickness, number of locules per fruit and insertion height of the first fruit were measured. The Rubia R hybrid was used as a standard commercial sampler comparison for near rectangular shaped hybrids, and the Dahra R was used as sampler for conical shaped fruit. Fifteen experimental hybrids were then selected for their high yields and average fruit mass, as well as good fruit attributes and specific for each segment. In the second trial, was set up in a randomized block design with six replications. Five commercial samplers (Mallorca, Dahra, Dahra RX, Beti R and Rubia R) and the 15 experimental hybrids selected in the first trial were evaluated. With the exception of early yield, the same traits of the first trial were measured. Considering the averages of the two trials, the hybrids of rectangular section PIM-HE-181 and PIM-HE-211 stood out, for their high yield (52.22 t.ha-1 and 49.79 t.ha-1), and average fruit mass (178.57 g.fruit-1 and 162.08 g.fruit-1), and their resistance to both Phytophthora capsici and PepYMV, based on the genealogy of their parental lines. As a maternal parent common to the previous high-profile hybrids, the line PIX-053D-05-02-1-03 was notable for its good combining ability. The hybrids of conical section PIM-HE-197 and PIM-HE-152 stood out, for their average total yield of 57.20 t.ha-1 and 51.89 t.ha-1 respectively and, 166.33 g.fruit-1 and 180.25 g.fruit-1 respectively for average fruit mass, and their resistance to both Pepper Yellow Mosaic Virus (PepYMV) and M. incognita, based on the genealogy of their parental lines. Thus, these hybrids proved to be competitive with the current products available in the market.
URI: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/15603
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DAG - Agronomia/Fitotecnia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_Híbridos experimentais de pimentão com frutos graúdos para cultivo em campo e em estufa.pdf1,28 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.