Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/15637
Título: AS LUTAS DE CLASSE NA FRANÇA DE 1848 A 1850: DIREITO, ESTADO E POLÍTICA EM KARL MARX.
Autor : Haramoto, Gabriel Santiago
Primeiro orientador: Machado, Gustavo Seferian Scheffer
Palavras-chave: Lutas de classe. Karl Marx. 1848. Direito. Estado. Política.
Class struggles. Karl Marx. 1848. Law. Estate. Politics.
Data da publicação: 8-Nov-2017
Resumo: Este trabalho tem como objetivo a análise da obra “As Lutas de Classe na França de 1848 a 1850”, escrito por Karl Marx sob a forma de diversos artigos separados, no decorrer do período citado e publicado em conjunto, como livro, postumamente, por Friedrich Engels em 1895. A referida obra já se vê consolidada como um clássico da tradição marxista, sobretudo por seu teor eminentemente político, dado que sua redação fora dirigido por um Marx mais jovem, cuja doutrina econômica ainda engatinhava. A obra marca a primeira tentativa teórica de Marx de aplicar sua concepção de materialismo histórico na análise de acontecimentos histórico-políticos concretos, a fim de que sejam explicitadas as dinâmicas classistas e a interminável luta de classes que ocorrem no seio da sociedade civil burguesa. Nesta senda, o autor se propõe a analisar como o Estado se porta como algo apartado e, portanto, antagônico à sociedade civil, e como a política e o próprio Estado (burguês) são meras representações dos interesses das classes sociais que as compõem e operacionalizam as relações sociais. Assim, a abordagem desta monografia se dá no sentido de analisar e sistematizar os conceitos e argumentos levantados por Karl Marx na obra, de modo a explicitar a contradição existente na sociedade civil burguesa e como a democracia pode ser usada como instrumento de dominação social e regulação do Poder Estatal.
Abstract: This work focuses on the analysis of the book “Class Struggles in France from 1848 to 1850”, written by Karl Marx under the form of numerous essays during the time period in question and published, posthumously, by Friedrich Engels in 1895. The book is already considered a classic in the Marxist tradition, especially by its eminently political content, once it was a young Marx who wrote it, whose economic theory was yet to be developed. The book “Class Struggles in France” represents Marx’s first theoretical attempt to apply his concept of historical materialism in the analysis of concrete historical and political events, in order to make explicit the class dynamics and the endless class struggles that take place in the heart of the bourgeois civil society. On this path, the author proposes to analyze how the State presents itself as something separated and, therefore, antagonistic to the civil society, and how the politics and the State (bourgeois) itself are mere representations of its classes interests. Thus, the approach of this work is to analyze and systematize the concepts and arguments used by the author to explicit and underline the bourgeois civil society intrinsic contradiction and how the democracy can be used as an instrument of class domination and Estate power regulation.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/15637
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DIR- Bacharelado em Direito (Trabalhos de Conclusão de Curso)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Gabriel Santiago Haramoto - TCC.pdf749,62 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons