Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/43061
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorAraújo, Josinaldo Lopes-
dc.creatorFaquin, Valdemar-
dc.creatorÁvila, Fabrício William de-
dc.creatorPedroso, Thiago Queiroz-
dc.date.accessioned2020-09-15T03:12:59Z-
dc.date.available2020-09-15T03:12:59Z-
dc.date.issued2013-04-
dc.identifier.citationARAÚJO, J. L. et al. Interação fosfito e fosfato no crescimento e na nutrição fosfatada do feijoeiro em solução nutritiva. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v. 37, n. 2, p. 482-490, mar./abr 2013. DOI: 10.1590/S0100-06832013000200019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/43061-
dc.description.abstractThe use of phosphite as a fungicide or supplementary source of phosphorus (P) has been intensified in recent years, however, little is known about its effects on important crops such as common bean. This work aimed to evaluate the effect of phosphite on growth and phosphate nutrition of bean plants. Two experiments in an completely randomized design were conducted in nutrient solution in a green house, from January to March 2008. In the first experiment, the treatments consisted of a 5 x 2 factorial design, with five P concentrations in the nutrient solution (0.5; 10; 20; 30 and 60 mg L-1) and two P forms: phosphite (Phi) and phosphate (Pi), with four replications. In the second experiment, the treatments consisted of five proportions of Pi: Phi in nutrient solution (100:0, 25:75, 50:50, 75:25 e 100:0), with five replications. The results showed that the shoot and root dry matter of plants grown with phosphite as the only form of P or with high proportions of Phi in relation to Pi, was drastically reduced, resulting in low P accumulation in these tissues. In conclusion, phosphate cannot be replaced by phosphite in phosphate nutrition of common bean, and has no effect on common bean under adequate phosphate supply. At no or low phosphate supply, severe phosphite toxicity symptoms were observed in the common bean plants, which are very sensitive to this anion.pt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherSociedade Brasileira de Ciência do Solo (SBCS)pt_BR
dc.rightsacesso abertopt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial 4.0 International*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/*
dc.sourceRevista Brasileira de Ciência do Solo (RBCS)pt_BR
dc.subjectFosfatase ácidapt_BR
dc.subjectNutrição fosfatadapt_BR
dc.subjectFrações de fósforopt_BR
dc.subjectFosfito de potássiopt_BR
dc.subjectAcid phosphatasept_BR
dc.subjectPhosphate nutritionpt_BR
dc.subjectPhosphorus fractionspt_BR
dc.subjectPotassium phosphitept_BR
dc.titleInteração fosfito e fosfato no crescimento e na nutrição fosfatada do feijoeiro em solução nutritivapt_BR
dc.title.alternativeEffect of phosphite-phosphate interaction on growth and on phosphorus nutrition of common bean in nutrient solutionpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoO uso de fosfito como fungicida ou como fonte suplementar de fósforo (P) tem se intensificado nos últimos anos; entretanto, pouco se sabe sobre seus efeitos em culturas importantes como o feijoeiro. Objetivou-se com este trabalho avaliar o efeito da interação entre fosfito e fosfato sobre o crescimento e a nutrição fosfatada do feijoeiro. Dois experimentos foram realizados, em delineamento inteiramente casualizado em solução nutritiva, em casa de vegetação, no período de janeiro a março de 2008. No primeiro, os tratamentos foram constituídos por um esquema fatorial 5 x 2, sendo cinco concentrações de P na solução nutritiva: 0,5; 10; 20; 30; e 60 mg L-1 e duas formas de P: fosfito (Phi) e fosfato (Pi), com quatro repetições. No segundo experimento, os tratamentos foram constituídos por cinco proporções de Pi:Phi em solução nutritiva: 100:0, 75:25, 50:50, 25:75 e 0:100, com cinco repetições. Os resultados evidenciaram que as plantas cultivadas com fosfito como única forma de P, ou em elevadas proporções de Phi, apresentaram redução acentuada na matéria seca da parte aérea e de raízes, refletindo em valores desprezíveis para o acúmulo de P nesses tecidos. Da mesma forma, a atividade da enzima fosfatase ácida apresentou decréscimo com o aumento das proporções de Phi, enquanto os teores de Pi solúveis diminuíram. Concluiu-se que o fosfito não é capaz de substituir o fosfato na nutrição fosfatada do feijoeiro, tendo efeito nulo sobre o feijoeiro sob adequada disponibilidade de fosfato. Na ausência ou baixa disponibilidade de fosfato, ocorre toxicidade acentuada de fosfito no feijoeiro que se apresentou muito sensível a esse ânion.pt_BR
Appears in Collections:DCS - Artigos publicados em periódicos



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons