Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/5111
Título: A intencionalidade das brincadeiras como espaço para desencadear a fala das crianças sobre gênero e sexualidade.
Autor: Martins, Kátia Batista
Palavras-chave: Ludicidade
Brincadeira
Sexualidades
Criança
Gênero
Data da publicação: Dez-2014
Referência: MARTINS, K. B. A intencionalidade das brincadeiras como espaço para desencadear a fala das crianças sobre gênero e sexualidade. In: VI SEMINÁRIO CORPO, GÊNERO E SEXUALIDADE, 6., Juiz de Fora. Anais eletrônicos... Lavras: Center Gráfica e Editora, 2014. p. 3740-3751.
Resumo: O objetivo deste artigo é investigar a relação dos brinquedos e das brincadeiras com as temáticas de gênero e de sexualidades. A brincadeira, como espaço de formação humana, é espaço no qual as crianças brincam, convivem com outras crianças de sua faixa etária, ou não, compartilham experiências, reproduzem valores e costumes da cultura na qual estão inseridas, socializam, superam desafios. E como essa ludicidade se manifesta? A ação lúdica promove a formação das identidades sexuais e de gênero de crianças pequenas? Cabe ressaltar que o objeto de estudo presente neste artigo são os registros teóricos sobre a brincadeira, gênero e sexualidades em ambientes que promovem a ludicidade. Com base nos referencias pós-estruturalistas e nos estudos culturais, pretende-se analisar o referencial pesquisado, considerando o espaço das brincadeiras como espaço de possibilidades e inusitados para lidar com as temáticas de gênero e sexualidades. Espera-se com este estudo, contribuir com professoras e professores na reflexão que abarca e entrelaça ação lúdica, gênero e sexualidades, bem como subsidiar outras pesquisas relativas ao tema em questão.
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:Dired - Trabalhos apresentados em eventos

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons