Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6557
Título: Produção da batata-doce adubada com esterco bovino e biofertilizante
Título(s) alternativo(s): Yield of sweet potato (Ipomoea batatas (L.) Lam.) fertilized with cattle manure and biofertilizer
Autor: Oliveira, Ademar Pereira de
Barbosa, Arthur Hennys Diniz
Cavalcante, Lourival Ferreira
Pereira, Walter Esfraim
Oliveira, Arnaldo Nonato Pereira de
Palavras-chave: Ipomoea batatas
Adubação orgânica
Fertilidade do solo
Organic fertilization
Soil fertility
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Data: 1-Dez-2007
Referência: OLIVEIRA, A. P. de et al. Produção da batata-doce adubada com esterco bovino e biofertilizante. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 31, n. 6, p. 1722-1728, nov./dez. 2007.
Resumo: Objetivou-se avaliar a produção da batata-doce (Ipomoea batatas (L.) Lam.) adubada com esterco bovino e biofertilizante, conduziu-se um experimento no período de Janeiro a Junho de 2004, em NEOSSOLO REGOLÍTICO, psamítico típico, na Universidade Federal da Paraíba, em Areia-PB. O delineamento experimental empregado foi de blocos casualisados, com quatro repetições com os tratamentos distribuídos em arranjo fatorial 6 x 2, sendo seis doses de esterco bovino (0, 10, 20, 30, 40, 50 t ha-1) e ausência e presença de biofertilizante. As parcelas foram constituídas por 80 plantas, espaçadas de 80 x 30 cm. O número de raízes comerciais por planta atingiu valores máximos estimados de 2,0 e 1,7 raízes, respectivamente, nas doses de 26 e 25 t ha-1 de esterco bovino na presença e ausência de biofertilizante. O peso médio de raízes comerciais da batata-doce aumentou com elevação das doses de esterco bovino, atingindo na maior dose 360 e 224 g na presença e ausência de biofertilizante. As doses de 25,6 e 24,4 t ha-1 de esterco bovino foram responsáveis pela máxima produção total de raízes de 21,4 e 21,2 t ha-1, respectivamente, na presença e ausência de biofertilizante. As máximas produções de raízes comerciais, 15,2 e 12,9 t ha-1 foram alcançadas com 25,5 e 21,3 t ha-1 de esterco bovino, na presença e ausência de biofertilizante, respectivamente.
Abstract: Aiming to evaluate the sweet potato (Ipomoea batatas (L.) Lam.) yield fertilization with bovine manure and biofertilizer, an experiment was carried out from January to July, 2004, on ustipsamment soil, at Universidade Federal da Paraíba, Areia-PB. The Experimental outline used was randomized blocks, with four replications and, treatments distributed in factorial arrangement 6 x 2, being six levels of bovine manure (0, 10, 20, 30, 40, 50 t ha-1) and absence and presence of biofertilizer. Plots were constituted by 80 plants, spaced 80 x 30 cm. Commercial roots number per plant reached maximum values estimated of 2.0 and 1.7 roots, respectively, on levels of 26 e 25 t ha-1 of bovine manure in presence and absence of biofertilizer. The medium weight of commercial roots of sweet potato increased, with elevation of bovine manure levels, with maximum weights of 360 e 224 g, in presence and absence of biofertilizer. The levels of 25.6 and 24.4 t ha-1 of bovine manure, in presence and absence of biofertilizer, presented the maximum of total yield of 21.4 and 21.2 t ha-1, respectively. Maximum yield of commercial roots, 15.2 and 12.9 t ha-1 were reached with 25.5 and 21.3 t ha-1 of bovine manure, under presence and absence of biofertilizer, respectively.
Outras Identificações : http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542007000600018
Idioma: pt
Aparece nas coleções:Ciência e Agrotecnologia

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.