Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/7016
Título: Crescimento e produção de grãos da soja sob diferentes doses e fontes de fósforo em solos distintos
Título(s) alternativo(s): Soybean growth and yield under different doses and sources of phosphorus on distinct soils
Autor: Silva, Francisco Nildo da
Furtini Neto, Antônio Eduardo
Carneiro, Leandro Flávio
Magalhães, Ciro Augusto de Souza
Carneiro, Daniella Nogueira Moraes
Palavras-chave: Fontes de fósforo
Solubilidade de fosfatos
Eficiência agronômica
Phosphorus sources
Phosphate solubility
Agronomic efficiency
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Data: 1-Out-2009
Referência: SILVA, F. N. da et al. Crescimento e produção de grãos da soja sob diferentes doses e fontes de fósforo em solos distintos. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 33, n. 5, p. 1220-1227, set./out. 2009.
Resumo: A fertilidade dos solos das regiões tropicais é limitada pela baixa disponibilidade de fósforo e pela indisponibilização de boa parte do mesmo fornecido na adubação. Ainda existem muitas divergências sobre a melhor forma de utilização das diversas fontes fosfatadas disponíveis no Brasil. Objetivou-se, neste experimento, avaliar a produção de soja, sob a aplicação de diferentes doses e adubos fosfatados em dois tipos de solo. O trabalho foi realizado em casa de vegetação do Departamento de Ciência do Solo da Universidade de Lavras, em vasos de 3 dm³. Utilizaram-se dois solos sob cerrado: Neossolo Quartzarênico e Latossolo Vermelho Distroférrico típico. Foram testadas oito fontes (superfosfato triplo-ST, termofosfato magnesiano-TF, quatro fosfatos reativos importados: FR1, FR2, FR3 e FR4 e dois fosfatos naturais nacionais- FN1 e FN2) e quatro doses (0, 100, 300 e 600 mg dm-3) de fósforo, utilizando-se a soja como planta-teste. As fontes de solubilidade mais elevada ocasionaram as maiores produções e índices de eficiência em relação aos fosfatos naturais. Os fosfatos naturais importados e o FN2 apresentaram-se mais promissores em fornecer P para a cultura da soja, em relação ao superfosfato triplo, mesmo no primeiro cultivo, principalmente em solo com maior poder tampão de fósforo. A capacidade tampão de fósforo dos solos influenciou a eficiência das fontes de fósforo na cultura da soja.
Abstract: The fertility of soils in tropical areas is limited by the low availability of phosphorus as well as by the unavailability of a great proportion of phosphorus supplied with fertilization. There are still some divergences about the best way of using the different sources of phosphorus available in Brazil. The aim of this experiment was to evaluate the soybean production as a result of the application of different phosphorous doses and fertilizers on two types of soils. The work was carried out in a greenhouse at Soil Science Department, Federal University of Lavras, in vases of 3 dm3 using two kinds of soils: Dystroferric Red Latosol and Quartzarenic Neosols. Eight sources (triple superphosphate-TF, four foreign reactive rock phosphate: FR1, FR2, FR3, and FR4 and two national rock phosphate FN1 and FN2) and four doses (0, 100, 300, and 600 mg dm-3) were applied. Soybeans were used as test plant. Sources with higher solubility showed the highest production and efficiency than natural phosphate. The natural phosphate imported from other countries and FN2 showed good results in supplying P for the soybeans, when compared to the triple superphosphate, even at the first year of culture, mainly on the soil with higher P buffer power. The phosphorus buffer capacity of the soils affected the efficiency of phosphorus sources on the soybean culture.
Outras Identificações : http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542009000500004
Idioma: pt
Aparece nas coleções:Ciência e Agrotecnologia

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.