Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/7158
Título: Comportamento respiratório e amaciamento de graviola (Annona muricata L.) Após tratamentos pós-colheita com cera e 1-metilciclopropeno
Título(s) alternativo(s): Respiratory behavior and softening of soursop fruit (Annona muricata L.) after postharvest treatments with wax and 1-methylcyclopropene
Autor: Lima, Maria Auxiliadora Coêlho de
Alves, Ricardo Elesbão
Filgueiras, Heloísa Almeida Cunha
Palavras-chave: Amido
Annonaceae
Conservação pós-colheita
Enzimas hidrolíticas
Starch
Postharvest conservation
Hydrolytic enzymes
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Data: 1-Fev-2010
Referência: LIMA, M. A. C. de; ALVES, R. E.; FILGUEIRAS, H. A. C. Comportamento respiratório e amaciamento de graviola (Annona muricata L.) Após tratamentos pós-colheita com cera e 1-metilciclopropeno. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 34, n. 1, p. 155-162, jan./fev. 2010.
Resumo: Avaliou-se o efeito da aplicação pós-colheita de 1-metilciclopropeno (1-MCP) e cera sobre o comportamento respiratório e as mudanças bioquímicas associadas ao amaciamento de graviola 'Morada', durante o armazenamento refrigerado. Os frutos, produzidos em Limoeiro do Norte-Ceará, foram colhidos na maturidade fisiológica. Os tratamentos utilizados foram: controle, 200 nL.L-1 de 1-MCP, pulverização com cera Fruit wax® e pulverização com Fruit wax® seguida da aplicação de 200 nL.L-1 de 1-MCP. Os frutos foram armazenados por 0, 4, 8, 11, 13 e 15 dias, a 15,4±1,1ºC e 86±7% UR. Utilizou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado, em fatorial 4x6, com quatro repetições. A partir do quarto e até o oitavo dia, observou-se intensa atividade metabólica, acompanhada por rápida degradação de amido e aumento da atividade da -galactosidase. Os tratamentos pós-colheita atrasaram ou reduziram a respiração e a produção de etileno. O amaciamento foi mais lento nos frutos tratados, principalmente entre o quarto e o oitavo dias. O tratamento cera+1-MCP reduziu temporariamente a atividade da poligalacturonase e manteve estável a da amilase. Entretanto, a cera foi o tratamento mais eficiente porque preservou a aparência por até treze dias.
Abstract: The effect of postharvest application of 1-methylcylopropene (1-MCP) and wax on respiratory behavior and biochemical changes was evaluated regarding the softening of soursop fruit 'Morada', during refrigerated storage. Fruits produced in Limoeiro do Norte, State of Ceara, Brazil, were harvested at the physiological maturity stage. The treatments were: control, 200 nL.L-1 of 1-MCP, Fruit wax® sprayed on fruits, and Fruit wax® sprayed on fruits followed by application of 200 nL.L-1 of 1-MCP. The fruits were stored during 0, 4, 8, 11, 13 and 15 days, at 15.4±1.1ºC and 86±7% RH. A completely randomized experimental design was used, with a 4x6 factorial and four replications. From the fourth day to the eighth day, an intense metabolic activity was observed, as well as a fast starch breakdown and an increase in -galactosidase activity. Postharvest treatments delayed or reduced respiration and ethylene production. Softening was slower in treated fruits mainly between the fourth and the eighth day. The treatment wax coating+1-MCP temporarily reduced polygalacturonase activity and kept amylase activity stable. However, wax was the most efficient treatment because it maintained the appearance during thirteen days.
Outras Identificações : http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542010000100020
Idioma: pt
Aparece nas coleções:Ciência e Agrotecnologia

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.