Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/830
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorReis, Jéssica Santana dos-
dc.date.accessioned2013-07-16T19:38:11Z-
dc.date.available2013-07-16T19:38:11Z-
dc.date.copyright2012-
dc.date.issued2013-
dc.date.submitted2012-02-24-
dc.identifier.citationREIS, J. S. dos. Níveis de Yucca schidigera em dietas com diferentes níveis de proteína para cães. 2012. 126 p. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/830-
dc.descriptionDissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, área de concentração em Produção e Nutrição de Não-Ruminantes, para a obtenção do título de Mestre.pt_BR
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo à Pesquisa do estado de Minas Gerais (FAPEMIG)pt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRASpt_BR
dc.rightsacesso abertopt_BR
dc.subjectCãopt_BR
dc.subjectDogspt_BR
dc.subjectOdor fecalpt_BR
dc.subjectFecal odorpt_BR
dc.subjectProteínas na nutrição animalpt_BR
dc.subjectProteins in animal nutritionpt_BR
dc.subjectParâmetros metabólicospt_BR
dc.subjectMetabolic parameterspt_BR
dc.titleNíveis de Yucca schidigera em dietas com diferentes níveis de proteína, para cãespt_BR
dc.typedissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisor-coLeite, Carlos Artur Lopes-
dc.publisher.programDZO - Programa de Pós-graduaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFLApt_BR
dc.publisher.countryBRASILpt_BR
dc.description.concentrationProdução e Nutrição de Não-Ruminantespt_BR
dc.contributor.advisor1Saad, Flávia Maria de Oliveira Borges-
dc.contributor.referee1França, Janine-
dc.contributor.referee1Brunetto, Márcio Antônio-
dc.contributor.referee1Vieira e Rosa, Priscila-
dc.description.resumoIn order to evaluate the inclusion effects levels of extract increasing Yucca schidigera extract (YSE) in dry commercial diets for adult dogs with 21% or 29% crude protein (CP), an experiment was conducted at the Center for Studies in Nutrition Companion Animals (CENAC), Federal University of Lavras. Twenty adult dogs with average weight of 14.2 ± 1.65kg were used in two periods, with eight treatments and five replicates per treatment. The treatments were: T1-Control 1: commercial diet with 21% CP without YSE; T2-Control 1 + inclusion of 250 ppm YSE; T3-Control 1 + 500ppm YSE; T4-Control 1 + 750 ppm YSE; T5-Control 2: commercial diet with 29% CP without YSE; T6-Control 2 + 250ppm YSE; T7-Control 2 + 500ppm YSE; T8-Control 2 + 750ppm YSE. For all variables analyzed, there was not interaction between diet protein content and the inclusion levels YSE (p>0.05). At all inclusion levels YSE were not observed differences on the nutrients digestibility; nitrogen balance; fecal score; bowel wall thickness; hematological parameters (except mean corpuscular hemoglobin - MCH and mean corpuscular volume - MCV); plasma concentrations of total protein; albumin, globulin and the A/G ratio; serum activity of the enzyme alkaline phosphatase; total direct and indirect bilirubin; serum triglycerides concentrations, very high density lipoproteins (VLDL); high density lipoprotein (HDL); urea; pH and urinary density (p>0.05). The level of 500ppm was effective in reducing fecal odor of animals fed a diet containing 29% CP (p<0.05). The inclusions of 250, 500 and 750ppm YSE reduced fecal ammonia concentration (p<0.05); and the levels of 250 and 500ppm reduced the concentration of intestinal gas (p=0.0558). The inclusion of 750ppm YSE led to increased on hemoglobin values (p<0.05); MCV (in the level of significance p=0.0826); MCH (p<0.05), and alanine aminotransferase (ALT) (p<0.05). Effect was observed for the p=0.0534 in inclusion of 750ppm for the serum concentration of cholesterol. For the different contents of CP diet were observed differences in dry matter digestibility (p<0.05); nitrogen consumed, absorbed and excreted in the feces and urine; fecal odor; hematocrit; blood counts; hemoglobin; total protein; serum urea and urinary pH (p<0.05). The inclusion of 500ppm YSE has greater effect on reducing the fecal odor dogs fed diet containing 29% CP and new studies are necessary to determine the high inclusion effect YSE on diet of dogs to long term.pt_BR
dc.description.resumoCom objetivo de avaliar os efeitos da inclusão de níveis crescentes de extrato de Yucca schidigera (YSE) em dietas comerciais secas para cães adultos com 21% ou 29% de proteína bruta (PB), foi realizado um experimento no Centro de Estudos em Nutrição de Animais de Companhia (CENAC) da Universidade Federal de Lavras. Foram utilizados 20 cães adultos, com peso médio de 14,2 ±1,65kg, em dois períodos, com oito tratamentos e cinco repetições por tratamento. Os tratamentos testados foram: T1-Controle 1: ração comercial com 21% de PB sem YSE; T2-Controle 1 + inclusão de 250ppm de YSE; T3-Controle 1 + 500ppm de YSE; T4-Controle 1 + 750ppm de YSE; T5-Controle 2: ração comercial com 29% de PB sem YSE; T6-Controle 2 + 250ppm de YSE; T7-Controle 2 + 500ppm de YSE; T8-Controle 2 + 750ppm de YSE. Para todas as variáveis analisadas, não houve interação entre os teores de proteína da dieta e os níveis de inclusão de YSE (p>0,05). Em todos os níveis de inclusão de YSE não foram observadas diferenças quanto à digestibilidade dos nutrientes; balanço de nitrogênio; escore fecal; espessura de parede intestinal; parâmetros hematológicos (exceto hemoglobina corpuscular média - HCM e volume corpuscular médio - VCM); concentrações plasmáticas de proteínas totais, albumina, globulina e relação albumina/globulina (A/G); atividade sérica da enzima fosfatase alcalina; bilirrubina total, direta e indireta; concentração sérica de triglicerídeos, lipoproteínas de muito alta densidade (VLDL); lipoproteína de alta densidade (HDL); uréia; pH e densidade urinária (p>0,05). O nível de 500ppm foi eficaz na redução do odor fecal de animais alimentados com dieta contendo 29% de PB (p<0,05). As inclusões de 250, 500 e 750ppm de YSE reduziram a concentração de nitrogênio amoniacal fecal (p<0,05); e os níveis de 250 e 500ppm reduziram a concentração de gases intestinais (p=0,0558). A inclusão de 750ppm de YSE proporcionou o aumento nos valores da hemoglobina (p<0,05); VCM (no nível de significância de p=0,0826); HCM (p<0,05), e alanina aminotransferase (ALT) (p<0,05). Foi observado efeito a p=0,0534 na inclusão de 750ppm para a concentração sérica de colesterol. Para os diferentes teores de PB da dieta foram observadas diferenças na digestibilidade da matéria seca (p<0,05); nitrogênio consumido, absorvido e excretado nas fezes e urina; odor fecal; hematócrito; contagem de hemácias; hemoglobina; proteínas totais; ureia sérica e pH urinário (p<0,05). A inclusão de 500ppm de YSE apresenta maior efeito sobre a redução do odor fecal de cães alimentados com dieta contendo 29% de PB e novos estudos são necessários para determinar o efeito da alta inclusão de YSE na dieta de cães em longo prazo.pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ_NÃO_INFORMADOpt_BR
Aparece nas coleções:DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_Níveis de Yucca schidigera em dietas com diferentes níveis de proteína, para cães.pdf991,4 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.