Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/8975
Título: As mulheres de Cachoeirinha: família, produção e gênero numa comunidade rural do sul mineiro
Autor: Silva, Maria Angélica M. de Moura
Ribeiro, Áureo Eduardo M.
Palavras-chave: Agricultura familiar
Trabalho feminino
Relações de gênero
Family farming
Female work
Gender relationships
Publicador: Organizações Rurais & Agroindustriais
Data: 18-Abr-2011
Referência: SILVA, M. A. M. de M.; RIBEIRO, Á. E. M. As mulheres de Cachoeirinha: família, produção e gênero numa comunidade rural do sul mineiro. Organizações Rurais & Agroindustriais, Lavras, v. 6, n. 2, jul./dez. 2004.
Resumo: O trabalho analisou as relações sociais de gênero e a valorização diferenciada do trabalho realizado por mulheres e homens na agricultura familiar mineira. A metodologia da pesquisa baseou-se em uma abordagem qualitativa, por meio de estudo de caso na comunidade da Cachoeirinha, localizada a 8 km da cidade de Lavras, MG. Cachoeirinha é composta por agricultores familiares que combinam atividades agrícolas e não agrícolas. As mulheres dedicam-se a trabalhos relacionados com a casa, agricultura, horticultura e pequenos animais. Elas reconhecem suas atividades domésticas como trabalho que não gera renda e como parte das obrigações femininas. Sua subordinação à família, marido/filhos é explícita. Nessa comunidade rural, o poder patriarcal se sobressai, restringindo e subordinando a participação das mulheres.
Abstract: This work analyzes the social relationships of gender, the differentiated valorization of the work accomplished by men and women in Minas’ family farming. The methodology of the research was based on a qualitative approach through the case study in Cachoeirinha community, situated 8 km away from the town of Lavras-MG. Cachoeirinha is mainly inhabited by family-farmers who combine agricultural and non-agricultural business together. Women dedicate themselves household chores, farming, kitchen gardening and small animals. They reckon their household tasks as non profit- generating labor and as part of the female duties. Their subordination to family, husbands/children is explicit. In that rural community, patriarchal power stands out, restricting and subordinating women's participation.
Outras Identificações : http://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/216
Idioma: por
Aparece nas coleções:Organizações Rurais & Agroindustriais

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.