Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAG - Departamento de Agricultura >
DAG - Programa de Pós-graduação >
DAG - Agronomia/Fitotecnia - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1026

Título: Plantas de cobertura no controle de infestantes no sistema orgânico de produção
Autor(es): Carvalho, Wellington Pereira de
Orientador: Carvalho, Gabriel José de
Coorientador(es): Souza, Itamar Ferreira de
Membro da banca: Botrel, Élberis Pereira
Alcântara, Elifas Nunes de
Reis, Moizés de Souza
Área de concentração: Produção Vegetal
Assunto: Adubo verde
Alelopatia
Cobertura morta (Agricultura)
Planta espontânea
Prospecção fitoquímica
Green manure
Allelopathy
Stubble mulching
Spontaneous plant
Phytochemical screening
Data de Defesa: 29-Fev-2012
Data de publicação: 2013
Referência: CARVALHO, W. P. de. Plantas de cobertura no controle de infestantes no sistema orgânico de produção. 2012. 183 p. Tese (Doutorado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
Resumo: Grain crops growth in organic systems has as limitation factor the spontaneous plants control. Where irrigation support during drought period lacks, soils are not cultivated and are exposed to erosion and weeds are established at the end of the rainy period. This research had the objective of selecting cover crops for weed control during the fallow cropping (drought period), in organic systems. Sixteen experiments were established from 2008 to 2010, in field, greenhouse, and laboratory of the Agronomy Department at Lavras Federal University, Minas Gerais, Brazil. The leguminous species sunn hemp (Crotalaria anagyroides H.B.K.), jack beans (Canavalia ensiformis (L.) DC), pigeon pea (Cajanus cajan (L.) Millsp) and the grassy species black oat (Avena strigosa Schieb), sorghum (Sorghum bicolor (L.) Moench) and millet (Pennisetum glaucum (L.) R. Brown), with and without intercropping, were sown to field as the pilot experiment. Straws from such cover crops were harvested for allelopathic studies on common beans crop and weeds. These straws were also used for analytic studies to determine chemical groups of secondary metabolites in each of these species. The highest soil covering was achieved with jack beans and sorghum straws and the lowest covering with millet when these crops were planted alone. The jack beans and sorghum intercropping presented the highest amount of straws when the commercial crops were implanted. Sorghum and jack beans, planted alone, were the species that presented the highest percentage of weed control. Millet presented highest percentage of Brachiaria brizantha, Sida spp. and Emilia fosbergii control even with low level of straw production, making evident its allelopathic potential. For Brachiaria brizantha cv. Marandu control in field, the straws of sorghum, millet, jack beans and pigeon pea intercropped with sorghum stood out of the others. Millet and jack beans residues suggest allelopathic potential for weed control as confirmed by the use of extracts in bioassays. For Bidens pilosa control, jack beans was the specie whose residues had their allelopathic effects as detected in laboratory, confirmed in the field experiment, and partly observed in the greenhouse experiment. When used as mulch or when applied as aqueous extracts, residues from the sunn hemp and sorghum intercropping stimulated the initial growth of common beans plant. Of the extracts used for allelopathic tests, coumarins derivatives and saponins were found in residues of all cover crops studied, with and without intercropping. Polysaccharides and catechins, were absent in the residues of all species of green manures studied, with and without intercropping
O cultivo de grãos em sistema orgânico tem como limitação o controle de plantas espontâneas. Durante o período da seca, nas propriedades que não possuem recursos para implantação de irrigação, os solos normalmente não são cultivados e ficam expostos à erosão e ao crescimento de plantas infestantes que se estabelecem no final do período chuvoso. O objetivo neste estudo foi selecionar espécies com características superiores para o controle de infestantes no período da entressafra, em sistema orgânico. Foram conduzidos dezesseis experimentos, entre os anos de 2008 e 2010, no campo, em casa de vegetação e no Laboratório de Análises de Sementes do Departamento de Agricultura da Universidade Federal de Lavras. O experimento piloto foi instalado no campo e as espécies de plantas de cobertura avaliadas foram as leguminosas crotalária (Crotalaria anagyroides H.B.K.), feijão-de-porco (Canavalia ensiformis (L.) DC) e guandu-anão (Cajanus cajan (L). Millsp) e as poaceas aveia-preta (Avena strigosa Schieb), sorgo (Sorghum bicolor (L.) Moench) e milheto (Pennisetum glaucum (L.) R. Brown), em cultivo exclusivo e consorciadas. Deste ensaio, foram retiradas as palhas para o estudo do efeito alelopático que essas espécies podem causar sobre espécies infestantes, sobre a cultura do feijoeiro e para a realização de testes analíticos qualitativos, visando a caracterizar os principais grupos de metabólitos secundários presentes nessas plantas. Feijão-de-porco e sorgo foram as espécies que apresentaram a maior taxa de cobertura do solo em cultivo exclusivo, e o milheto, a menor. Na época da implantação da cultura comercial, a maior quantidade de palha cobrindo o solo foi proveniente do consórcio entre feijão-de-porco e sorgo. Estas duas espécies, em cultivo exclusivo, foram as que apresentaram maior porcentagem de controle das plantas infestantes. Milheto apresentou maior porcentagem de controle de Brachiaria brizantha, Sida spp. e Emilia fosbergii mesmo em baixo nível de produção de palha, evidenciando seu potencial alelopático. Para o controle de Brachiaria brizantha cv. Marandu no campo, as palhadas de sorgo, milheto, feijão-de-porco e guandu consorciado com sorgo destacaram-se das demais. Como provável causa do efeito no controle pelos resíduos de milheto e feijão-de-porco é sugerido o potencial alelopático negativo, confirmado pelo uso de extratos em bioensaio de laboratório. Para o controle de Bidens pilosa, feijão-de-porco foi a espécie cujos resíduos tiveram seus efeitos alelopáticos detectados em laboratório e confirmados no ensaio de campo e, em parte, no experimento em casa de vegetação. Os resíduos provenientes do consórcio entre crotalária e sorgo tiveram efeito estimulatório, causando aumento no crescimento inicial de plântulas de feijoeiro comum, quando usados como cobertura morta ou quando aplicados como extratos aquosos. Dos extratos utilizados para testes de alelopatia, derivados de cumarinas e saponinas espumídicas, foram compostos encontrados nos resíduos de todas as espécies de adubos verdes estudadas, tanto em cultivo exclusivo, como em consórcio. Polissacarídeos e catequinas foram compostos ausentes nos resíduos de todas as espécies de adubos verdes estudadas, tanto em cultivo exclusivo, como em consórcio
Informações adicionais: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fitotecnia, área de concentração em Produção Vegetal, para obtenção do título de Doutor
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1026
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DAG - Agronomia/Fitotecnia - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Plantas de cobertura no controle de infestantes no sistema orgânico de produção.pdf1,91 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback