Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10965
Título: Comportamento em serviço da madeira jovem de Tectona grandis L.f com diferentes acabamentos para uso em ambiente externo
Título(s) alternativo(s): Behaviour in service of young teak wood Tectona grandis L.f with diferent finishes for use in outdoor enviroment
Autor : Blanco Flórez, Jeimy
Lattes: http://lattes.cnpq.br/3177627208890091
Primeiro orientador: Silva, José Reinaldo Moreira da
Primeiro membro da banca: Pádua, Franciane Andrade de
Segundo membro da banca: Oliveira, Juliano Elvis de
Terceiro membro da banca: Trugilho, Paulo Fernando
Quarto membro da banca: Hein, Paulo Ricardo Gherardi
Palavras-chave: Simulação de pisos em serviço
Envelhecimento acelerado
Colorimetria
Rugosidade
Espectroscopia no infravermelho próximo
Simulation testing in service
Accelerated aging test
Surface roughness
Colorimetry
Espectrometria no infravermelho próximo
Data da publicação: 29-Mar-2016
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Referência: BLANCO FLÓREZ, J. Comportamento em serviço da madeira jovem de Tectona grandis L.f com diferentes acabamentos para uso em ambiente externo. 2016. 109 p. Tese (Doutorado em Ciência e Tecnologia da Madeira)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
Resumo: Visando a utilização em ambientes externos da madeira jovem de teca Tectona grandis L.f, oriunda de reflorestamento, objetivou-se com este estudo entender e avaliar o seu comportamento em serviço em função do tempo e tipo de acabamento aplicado. O trabalho dividiu-se em duas partes. A primeira, ensaios de simulação de pisos em serviço na madeira sem acabamento. A segunda, ensaios de envelhecimento acelerado em ciclos de 24, 48, 84, 168 e 256 horas, na madeira sem acabamento, com impregnante stain e com cera incolor. Foram avaliadas as variações nas coordenadas colorimétricas, rugosidade da superfície e espectrometria na região do infravermelho próximo (NIR). As análises foram auxiliadas por fotografias e Microscopia Eletrônica de Varredura. A madeira de teca apresentou baixa resistência em ensaios de simulação de pisos para esforços máximos, sendo apta para tráfego leve. O acabamento com stain proporcionou maior proteção à madeira, menor rugosidade e que se manteve constante ao longo dos ciclos de envelhecimento. A variação total de cor (ΔE) para a madeira sem acabamento e para a madeira com cera foi classificada como apreciável, entretanto para a madeira com stain a variação foi perceptível. As regressões baseadas em espectros no NIR apresentaram correlações moderadas que permitiram predizer as propriedades colorimétricas da madeira. A madeira jovem de teca sem produto de acabamento apresentou-se estável em relação à variação da cor e rugosidade em função do tempo, sendo que, com aplicação do stain, apresentou melhor desempenho, com menores variações para todos os parâmetros avaliados, assim considera-se apta para o uso em ambientes externos.
Abstract: In order to use outdoors young wood of teak Tectona grandis L.f teak coming from reforestation, the aimed this study was to understand and evaluate their behavior in service due to the time and kind of coating applied. The study was divided into two parts, the first, simulation testing in service on uncoated wood. The second, accelerated aging tests in cycles 24, 48, 84, 168 and 256 hours in the uncoated wood, with stain coating and wax colorless. The color change was evaluated in the coordinate system CIElab, surface roughness and near infrared spectroscopy (NIR). Analyses were aided by photographs and Scanning Electron Microscopy. The teak wood had low resistance in service floors for maximum strength, being able to light traffic. The finish with stain provided greater protection to the wood, lower roughness and has remained constant over the aging cycles. The finish with stain provided greater protection to the wood, lower roughness and has remained constant over the aging cycles. The total color change (ΔE) for the uncoated wood and wood with wax was classified as perceived; however, for wood stain the change was barely perceived. Regressions based on NIR spectra showed moderate correlations which allowed predicting the colorimetric properties of wood. The young teak wood uncoated was stable in relation to the variation of color and roughness as a function of time, and with application of stain performed better, with minor variations for all parameters, so it is considered suitable for use outdoors.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10965
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DCF - Ciência e Tecnologia da Madeira - Doutorado (Teses)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.