Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11189
Título: Quantificação de contaminantes em aguardentes de cana/cachaças de alambique e de coluna
Autor : Rodrigues, Leonardo Milani Avelar
Primeiro orientador: Cardoso, Maria das Graças
Primeiro membro da banca: Mutton, Márcia Justino Rossini
Segundo membro da banca: Almeida, Katia Júlia de
Terceiro membro da banca: Machado, Ana Maria de Resende
Quarto membro da banca: Saczk, Adelir Aparecida
Palavras-chave: Aguardente de cana
Carbamato de etila
Furfural
5- hidroximetilfurfural
2,3-butanodiona
Brandy cane
Ethyl carbamate
5-hydroxymethylfurfural
2,3-butanedione
Data da publicação: 24-Mai-2016
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: RODRIGUES, L. M. A. Quantificação de contaminantes em aguardentes de cana/cachaças de alambique e de coluna. 2016. 134 p. Tese (Doutorado em Ciência dos Alimentos)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
Resumo: No presente trabalho objetivou-se caracterizar e quantificar quatro contaminantes (carbamato de etila, 2,3-butanodiona, furfural e 5- hidroximetilfurfural) presentes em cachaça de alambique e industrial. Foram coletadas quarenta e quatro amostras de cachaças nas regiões do sul, centrooeste, sudeste de Minas Gerais e no estado de São Paulo, sendo posteriormente submetidas às análises físico-químicas e cromatográficas. As análises físicoquímicas foram realizadas conforme metodologia descrita pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). O carbamato de etila, 2,3- butanodiona, furfuaral e 5-hidroximetilfurfural foram caracterizados e quantificados por cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC). Pelos resultados das análises de carbamato de etila, verificou-se que duas amostras de cachaças de colunaapresentaram fora dos padrões exigidos pela legislação, com valores de 245,31 a 235,53 g L-1 e nenhuma das amostras de cachaça de alambique apresentaram concentração superior a 210,0 g L-1 , sendo que o método utilizado é muito sensível com baixos limites de detecção e quantificação. Na determinação de 2,3-butanodiona, foi possível perceber que as cachaças de coluna apresentaram níveis mais elevados do contaminante quando comparadas com as cachaças de alambique. Na quantificação do furfural e do 5-hidroximetilfurfural foi desenvolvido e validado um método analítico. As amostras de cachaças de coluna apresentaram valores superiores ao limite estabelecido pela legislação brasileira que variaram e 7,00 a 5,63 mg/100 mL de álcool anidrico em relação as cachaças de alambique.
Abstract: In the present study aimed to characterize and quantify four contaminants (ethyl carbamate, 2,3-butanedione, furfural and 5-hydroxymethylfurfural) present in alembic cachaça and industrial. Were collected forty-four samples of cachaça in the southern regions, the Midwest, southeast of Minas Gerais and São Paulo state, and subsequently subjected to physical, chemical and chromatographic analyzes. The physicochemical analyzes were performed according to the methodology described by the Ministry of Agriculture, Livestock and Supply (MAPA). The ethyl carbamate, 2,3-butanedione, furfuaral and 5 hydroxymethylfurfural were characterized and quantified by high-performance liquid chromatography (HPLC). The results of the ethyl carbamate analysis, it was found that both samples showed column cachaças outside the standards required by law, with the values 245.31 235.53 L-1 ug and none of the liquor samples alembic showed concentration greater than 210.0 ug L-1 , and the method is very sensitive to low limits of detection and quantification. In determining 2,3-butanedione, it was revealed that the column cachaças showed higher levels of contaminants when compared to cachaça alembic. In the quantification of furfural and 5-hydroxymethylfurfural was developed and validated analytical methods employed to high-performance liquid chromatography (HPLC) with DAD detector. Samples column cachaças showed higher values than the limit established by Brazilian legislation and ranged from 7.00 to 5.63 mg / 100 ml of anhydrous alcohol over the alembic cachaça.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11189
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DCA - Ciência dos Alimentos - Doutorado (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE_Quantificação de contaminantes em aguardentes de cana/cachaças de alambique e de coluna.pdf914,7 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.