Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11607
Título : Entre contos e encantos... um estudo sobre a contribuição dos contos infantis e da criação imaginária para o desenvolvimento da linguagem
Título(s) alternativo(s): Between stories and enchantments… a study on the contribution of histories and the imaginary creation for the development of the language
Autor: Goulart, Ilsa do Carmo Vieira
Palavras-chave: Linguagem egocêntrica
Criação imaginária
Histórias infantis
Egocentric language
Imaginary
Child histories
Publicador: Universidade Federal de São Carlos
Data da publicação: Jan-2009
Referência: GOULART, I. do C. V. Entre contos e encantos... um estudo sobre a contribuição dos contos infantis e da criação imaginária para o desenvolvimento da linguagem. Cadernos da Pedagogia, São Carlos, ano 3, v. 1, n. 5, p. 172-182, jan./jul. 2009.
Resumo : Este artigo pretende ressaltar as principais etapas do processo de desenvolvimento da linguagem a partir das proposições de Vygotsky (1998, 1999a, 1999b, 2003, 2009). Com o propósito de identificar a relação entre a linguagem egocêntrica e o jogo simbólico, destaca o papel do imaginário no desenvolvimento infantil. Considerando uma criança desprovida de estruturas internas que a capacitem a expressar seus sentimentos, de forma coerente para ser compreendida, as narrativas dos contos de fadas, segundo os estudos de Bettelheim (1980), exploram, em seu enredo, situações conflituosas numa linguagem que é compreensível à criança. O texto parte do pressuposto de que as narrativas podem oferecer referências de comportamentos, em relação à identificação com personagens e sua incorporação, à vivência de problemas e sua exteriorização. Através do uso da linguagem egocêntrica e da criação imaginária, intermediado pelos contos de fadas, seria possível proporcionar-lhe um sentimento de segurança para a resolução de conflitos interiores?
Abstract: This article intends to stand out the main stages of the process of development language from the proposals of Vygotsky (1998, 1999a, 1999b, 2003, 2009). With the intention to identify the relation between the egocentric language and the symbolic game detach the paper of the fancy in this child development. Considering a child unprovided of internal structures that enable it to express its feelings of coherent form to be understood, the narratives of stories of fairies, according to studies of Bettelheim (1980), explore in its plot conflictive situations, a language that is understandable for the child. The text has left of estimated of that the narratives can offer to references of behaviors it, in relation to the identification with personages and its incorporation, to the experience of problems and its externalize. Through the use of the egocentric language and the imaginary creation, brokered by fairy tales, it would be possible to provide a feeling to it of security for the interior conflict resolution?
URI: http://www.cadernosdapedagogia.ufscar.br/index.php/cp/article/viewFile/119/71
http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11607
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DED - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.